Publicidade

Por Felipe Vinha, para o TechTudo


O universo dos jogos tem vários personagens icônicos, seja nos clássicos consoles da Nintendo e da Sega ou mesmo nos PlayStation. Mario, Sonic e Link são alguns exemplos de figuras conhecidas e que marcaram a memória jogadores mais velhos. Já Master Chief, da saga Halo, e Kratos, de God of War, são mais recentes, mas ainda assim carregam enormes contribuições para o meio dos games. Por sua vez, a figura de Ellie, de The Last of Us, serviu de identificação para um público que buscava heroínas com profundidade e personalidade em tempos modernos.

Há uma série personagens que fizeram história em plataformas, tempos e contextos diversos. Pensando nisso, relembre a seguir dez figuras icônicas que fizeram história em videogames.

Kratos é uma dos personagens recentes mais importantes da história — Foto: Divulgação/Sony

👉 Qual é o seu personagem favorito dos games? Comente no Fórum TechTudo.

Ellie estreou em The Last of Us, jogo lançado em 2013 para o PlayStation 3 (PS3). Depois, ela voltou a aparecer na DLC Left Behind e também na sequência do título, The Last of Us Part 2 (2020). O título de sobrevivência coloca a personagem como figura central em um mundo distópico, em que um fungo dizimou grande parte da humanidade.

A jornada de Ellie nos dois jogos têm peso e consequências sérias para a narrativa, já que a personagem é coadjuvante no primeiro e protagonista na sequência. Ambos são games dramáticos que dão a devida importância à personagem, que é bem construída e fez diferença em um meio dominado por figuras masculinas. Em relação à Ellie, vale ainda apontar a relevância para o público LGBTQIA+, já que a protagonista é assumidamente lésbica e tem um relacionamento romântico com Dina no segundo jogo.

Ellie é um exemplo de personagem feminina bem construída — Foto: Divulgação/Sony

Crash Bandicoot

Quando o primeiro Crash Bandicoot saiu para o PlayStation em 1996, não se imaginava que o personagem criaria uma legião de fãs em um mercado que já dominado por outras mascotes - como Mario e Sonic, por exemplo. Porém, o Crash se tornou um ícone para a Sony e se manteve exclusivo dos consoles da empresa por algum tempo, até se tornar multiplataforma.

O game original continua sendo o mais marcante da franquia, mas Crash voltou a chamar atenção e resgatou sua popularidade com a compilação e remake Crash Bandicoot N. Sane Trilogy, lançada em 2017. Nela, toda a trilogia original foi toda refeita com gráficos mais modernos, o que atraiu jogadores antigos e angariou novos.

Crash Bandicoot foi um dos grandes mascotes da PlayStation nos anos 1990 e 2000 — Foto: Divulgação/Activision

Ryu e Chun-Li

Dupla icônica dos jogos de luta, Ryu e Chun-Li são um “par perfeito”. Ryu nasceu no primeiro Street Fighter, em 1987, enquanto Chun-Li veio na sequência de 1991. A relevância dos personagens já começa com o sucesso dos jogos, que mandaram bem nos arcades e foram muito vendidos. Street Fighter marcou época por trazer inovações para os jogos de luta, como combos, golpes especiais e mais detalhes adicionais.

Ryu e Chun-Li, por sua vez, são personagens asiáticos que, apesar de seguirem alguns estereótipos de acordo com o mundo moderno, para a época, quebravam a hegemonia da etnia caucasiana nos games. Assim, levaram uma representatividade a mais para os jogos de luta.

Ryu e Chun-Li são uma dupla muito marcante nos jogos de luta — Foto: Divulgação/Epic Games

Lara Croft

A exploradora Lara Croft surgiu no primeiro Tomb Raider, em 1996, para PlayStation. A personagem, que nasceu com uma representação extremamente sexualizada e com pouca profundidade emocional, evoluiu conforme o tempo e foi ganhando mais maturidade. Seu ápice veio no reboot de 2015, em que recebeu mais desenvolvimento de personagem.

Ainda que problemática em seu tempo, Lara fez história por ser uma personagem feminina protagonista em uma época em que isso ainda era raríssimo. Por isso, merece o grande destaque e a enorme importância que tem hoje. Com esse destaque todo, Lara é apontada por muitas jogadoras como a principal responsável por elas terem entrado no mundo gamer.

Lara Croft foi figura importantíssima para trazer mais mulheres ao mundo dos jogos, tanto como personagens quanto como jogadoras — Foto: Divulgação/Eidos

Master Chief

Master Chief, o lendário Spartan, foi o responsável por uma revolução nos jogos de tiro em primeira pessoa para consoles. Estreando em Halo, que lançou em 2001 para Xbox, Chief foi uma figura importante para levar os shooters a um universo para além dos computadores. Na época, games de FPS eram populares no PC, mas não funcionavam tão bem em consoles de mesa. Sua aventura foi a grande pioneira em boas adaptar de jogos desta natureza.

Vale mencionar, porém, que o carisma do personagem também foi em parte responsável pela boa recepção. do público. Após Halo e após Master Chief, os jogos de tiro nunca mais ficaram restritos aos PCs. Hoje, a série conta com várias continuações - entre elas, o elogiado Halo 3, de 2007, que é também considerado um dos melhores de toda a saga.

Master Chief de Halo foi um dos grandes responsáveis por popularizar os FPS nos consoles — Foto: Divulgação/Microsoft

Kratos

Quando Kratos foi criado no primeiro God of War, de 2005 e para PlayStation 2, pouco se sabia sobre seu efeito futuro. O guerreiro espartano bruto e violento surpreendentemente acabou se tornando um dos heróis mais queridos dos games e também do imaginário popular. Porém, não foi apenas o carisma inusitado de Kratos que venceu o público: a alta qualidade do título em que ele está inserido também teve peso nessa conta.

O jogo mais recente, God of War (2018), manteve o marco, sendo um dos mais elogiados de toda a saga. Nessa aventura, no entanto, Kratos se mostra mais maduro, e essa evolução acompanhou o público. Aparecendo agora como figura paterna, ele entende melhor seu lugar no mundo e também cria mais identificação com quem o controla na frente das telas. A sequência, God of War: Ragnarok, ainda não tem data definida, mas é muito aguardada pelos fãs.

Kratos de God of War é ganhou o público pelo carisma inusitado e pela alta qualidade dos jogos — Foto: Divulgação/Sony

Carl Johnson (CJ)

Carl Johnson (CJ) é o protagonista de GTA: San Andreas, um dos títulos mais populares da série Grand Theft Auto, lançado em 2002 e com enorme sucesso no PS2. Transbordando carisma e ainda mantendo uma pose humilde, CJ gerou identificação instantânea com o público da saga.

Mesmo que tenha aparecido apenas em um jogo de toda a série, CJ é lembrado como o verdadeiro protagonista de todo o GTA, passando na frente até mesmo de figuras mais recentes como Niko Bellic ou Franklin, de GTA 4 e GTA 5, respectivamente. Trata-se de um caso de raro em que o personagem ficou ainda mais marcado do que os games que deram sequência.

CJ de GTA San Andreas participou apenas de um dos games, mas nunca foi esquecido pelo público — Foto: Divulgação/Rockstar

Pikachu

De forma similar ao CJ, quando Pokémon foi criado, ninguém imaginaria que Pikachu seria mais importante e famoso do que os outros “protagonistas” da série. Estreando em Pokémon Red and Green Versions, para Game Boy, de 1996, Pikachu era apenas um entre os outros monstrinhos colecionáveis de toda a saga. Porém, graças ao desenho animado da franquia, o bichinho se tornou o mais popular.

No anime, Pikachu é o principal companheiro de Ash Ketchum, o protagonista da série. Com o tempo isso, essa popularidade ficou evidente graças a vários jogos que saíram com a imagem do bichinho na capa, ou até mesmo no título - como com Pokémon Let’s Go Pikachu, lançado para Nintendo Switch em 2018.

Pikachu ganhou popularidade por causa do anime, onde era companheiro inseparável de Ash — Foto: Divulgação/Nintendo

Link e Zelda

Outra dupla dinâmica dos games, Link e Zelda são inseparáveis ao ponto de serem confundíveis. O primeiro The Legend of Zelda chegou em 1986 para Nintendinho, e desde então se tornou um enorme fenômeno, sempre com uma horda de fãs que vão atrás de seus jogos a cada lançamento. Nos enredos dos games, Link tinha sempre que salvar a princesa Zelda e o Reino de Hyrule, perspectiva que foi mudando ao longo do tempo.

Zelda ganhou mais protagonismo nos games mais recentes e passou a ser vista também como guerreira em alguns deles. A personagem evoluiu uma mera donzela em perigo para uma combatente relevante em títulos como em The Legend of Zelda: Breath of the Wild, de 2017, lançado no Nintendo Switch e considerado o melhor de todos por uma grande parcela dos jogadores.

Zelda evoluiu bastante em termos de representação feminina ao longo do tempo — Foto: Divulgação/Nintendo

Mario, Peach, Sonic, Pac-Man e Ms. Pac-Man

A última menção vem em dose quíntupla. Esses são personagens que possuem importância única, mas que, de certo modo, é equiparável. Eles foram responsáveis por criar o conceito de mascotes para consoles e marcas de empresas como Nintendo, Sega e Namco (que, mais tarde, se tornaria Bandai Namco).

Pac-Man, por exemplo, surgiu em 1980, foi uma febre nos fliperamas e até hoje é lembrado por carinho mesmo por quem não tem costume de jogar videogames. Já Ms. Pac-Man foi a primeira heroína dos games, com seu jogo datado de 1981. A dupla é icônica e influenciou uma grande geração de jogadores nos arcades e consoles. O Pac-Man clássico, que fez fama no Atari, é o principal jogo da marca.

Pac-Man é um clássico imortal que até hoje recebe o carinho do público — Foto: Divulgação/Bandai Namco

Mario, por sua vez, foi o responsável por salvar o mercado de jogos ao lado da Nintendo, com seus primeiros games lançados no NES na década de 1980. O personagem ainda ajudou a estabelecer um padrão para títulos de plataforma 2D e 3D na série Super Mario Bros. - que, vale dizer, tem lançamentos até o dia de hoje.

Mario também ajudou a consagrar figuras tão famosos quanto ele, como a Princesa Peach, que era sempre resgatada e também evoluiu com o tempo, além de seu irmão Luigi e o dinossauro Yoshi. Entre os títulos, Super Mario 64 talvez seja o melhor e mais querido deles.

Os jogos do Super Mario são lançados até hoje para os consoles Nintendo — Foto: Divulgação/Nintendo

Já o Sonic surgiu em 1991 para competir com Mario, no Mega Drive e Master System. Com o tempo, os dois até participaram de jogos juntos, como os títulos olímpicos lançados pela Nintendo ou Super Smash Bros., com várias versões. Assim como Mario, Sonic também tem jogos lançados atualmente, ainda que não com a mesma qualidade em todos eles. No entanto, até hoje, o ouriço é muito querido pelos fãs.

Clássico ou moderno, Sonic ainda é muito querido pelos fãs da franquia — Foto: Divulgação/Sega

Veja ainda: 5 jogos essenciais para PlayStation que todo jogador deveria conhecer

5 jogos essenciais para PlayStation que todo jogador deveria conhecer

5 jogos essenciais para PlayStation que todo jogador deveria conhecer

Mais do TechTudo