TVs
Publicidade

Por Filipe Garrett, para o TechTudo

Yuri Hildebrand/TechTudo

OLED e QLED são opções para quem deseja investir em uma TV nova com tela de alta qualidade. Embora os termos sejam bem parecidos e estejam presentes em distintos modelos no mercado brasileiro, eles designam duas tecnologias bem diferentes, cada uma com suas vantagens e desvantagens. De forma resumida, o OLED tem contraste e qualidade de imagem praticamente imbatíveis, mas oferece o rico do burn-in. Já o QLED é mais resistente e tende a ser mais barato, mas não costuma ter a mesma qualidade de imagem em todos os modelos.

A seguir, vamos detalhar esses e outros aspectos gerais que separam as duas tecnologias. Assim você tira suas dúvidas, descobre o que cada opção tem de melhor e realiza uma compra mais bem informada.

QLED é uma tecnologia comum em televisores top de linha da Samsung, mas também aparece em modelos da TCL — Foto: Divulgação/Samsung

RAZÕES PARA COMPRAR UMA TV OLED

1. Existem mais modelos QLED no mercado

A tecnologia QLED não deixa de ser uma tela LCD iluminada por LEDs, tecnologia comum e acessível ao mercado. Isso explica por que é mais fácil achar aparelhos com displays QLED do que o OLED, já que o segundo, por ser de maior grau de complexidade nos processos de manufatura, acaba aparecendo em aparelhos mais caros.

Enquanto televisores OLED são bem mais comuns no Brasil com TVs da LG , aparelhos QLED aparecem nos portfólios de Samsung e TCL e da própria LG (que, no entanto, chama a tecnologia de "QNED" e usa iluminação mini LED). A maior variedade de televisores QLED contribui para preços mais baixos, maior variedade de recursos e também tamanhos de tela — ao menos no mercado internacional.

2. TVs QLED tendem a ser mais baratas

Mais marcas e modelos disponíveis contribuem para preços mais baixos entre as QLED — Foto: Yuri Hildebrand/TechTudo

Já tocamos neste ponto anteriormente, mas vale o reforço: como há mais variedade em termos de produtos com QLED, também há mais chances de que você encontre o televisor ideal com um preço mais competitivo do que uma opção OLED.

Em uma pesquisa rápida de preços, nós identificamos opções da Samsung — marca que tem tradição nas telas QLED — começando na faixa dos R$ 3.000 para versões de 50 polegadas. Por outro lado, a LG, reduto da tecnologia OLED no país, oferece unidades de 55" com valores que, hoje, começam na faixa dos R$ 4.299.

3. Não precisa se preocupar com burn-in

Telas OLED são particularmente sensíveis ao risco de burn-in, diferente das QLED — Foto: Reprodução/Eirik Soilhem

O OLED tem vários pontos fortes e trunfos incontestáveis diante das tecnologias concorrentes, mas há também pontos fracos. Um deles é o burn-in: telas do tipo OLED são sensíveis a efeitos de persistência de imagem, quando algum traço exibido na tela fica "marcado" nos pixels que compõem a imagem. Há quem também se refira ao problema como "imagem fantasma".

TVs atuais são mais robustas e aplicam técnicas para mitigar o problema, mas ele ainda assim existe e pode ocorrer com aparelhos recentes. Se você joga, por exemplo, ou usa a TV com o computador, há riscos de que elementos constantes da imagem — como a barra de tarefas do Windows ou um visor de informações de um game — acabem marcados na tela.

O QLED, por outro lado, usa tela LCD iluminada por LEDs convencional e é muito menos propenso ao problema de retenção de imagem. Além disso, telas QLED não apresentam o mesmo desgaste acentuado de alguns displays OLED, que começam a perder intensidade de brilho e saturação de cor com o tempo.

RAZÕES PARA COMPRAR UMA TV OLED

1. TVs OLED possuem recursos mais avançados

Voltadas ao seguimento premium, as OLED tendem a ser cheias de tecnologias — Foto: Anna Kellen Bull/TechTudo

Como aparelhos OLED são mais caros, eles acabam destinados a um perfil de consumidor mais exigente. Essas TVs acabam agregando as últimas tecnologias do mercado em um único pacote. Além do display OLED, gerações atuais da LG podem oferecer atualização a 120 Hz, HDMI 2.1, tecnologias avançadas de upscaling, suporte a VRR e mais.

Isso quer dizer que televisores do tipo podem ser a melhor escolha para quem busca essas tecnologias, mesmo que não seja necessariamente um fã do OLED. Do lado dos aparelhos QLED, há alternativas das últimas linhas da Samsung que podem chegar perto das rivais.

2. Apresentam cor e contraste melhores

OLED usado em aparelhos da LG rende imagens com mais contraste e cores mais naturais — Foto: Anna Kellen Bull/TechTudo

O grande trunfo da tela OLED está na promessa da qualidade de imagem superior. O primeiro diferencial é o contraste: como os pixels são individualmente responsáveis por controlar sua própria iluminação, cada um deles pode ser desligado totalmente para representar a cor preta na tela. Com isso, a diferença de intensidade entre o preto e outros tons fica mais evidente e natural, dando ao display uma qualidade que telas LCD/LED — o que inclui as QLED — simplesmente não conseguem igualar.

Além do contraste, televisores OLED tendem a oferecer imagem superior por conta da qualidade de cor. Tons mais vibrantes e maior nível de saturação produzem imagens mais reais na tela, algo que, somado às tecnologias de aprimoramento de imagem e de ganho de alcance dinâmico, aprimoram a experiência de uso ao assistir a filmes ou jogar games.

3. TVs OLED têm melhor tempo de resposta

OLED responde mais rápido e é indicado para gamers sensíveis ao input lag — Foto: Fabrício Vitorino/TechTudo

Outra vantagem recorrente das telas OLED sobre as rivais é no tempo de resposta — ou seja, a medida de intervalo que o aparelho leva entre receber um sinal e mostrar o resultado na tela. Essa medida de latência é especialmente útil para gamers, isso porque quanto mais rápida for a tela, maior a fluidez do jogo e maior a sensação de controle e responsividade, já que suas ações no game vão aparecer mais rapidamente para você.

Para se ter uma ideia, em média, um bom televisor QLED pode levar algo entre 2 ou 8 milissegundos para reagir e mostrar uma imagem na tela. Já uma opção OLED de perfil top de linha será muito mais rápida, com tempos de resposta de 0,1 ms.

Com informações de GamingScan e CNet

No vídeo abaixo, veja o teste do TechTudo com a smart TV 'enrolável' LG Signature OLED R,

Testamos a LG Signature OLED R, smart TV enrolável que some da sua sala

Testamos a LG Signature OLED R, smart TV enrolável que some da sua sala

Mais do TechTudo