Publicidade

Por Shoptime

Reprodução/Pixabay

A maresia costuma ser prejudicial para diversos eletrônicos, eletrodomésticos e até mesmo automóveis. A umidade ambiente das cidades de praia também danifica o ar-condicionado. Não há aparelhos especialmente apropriados para essas regiões, mas existem algumas escolhas, cuidados e práticas que ajudam a proteger o seu ar-condicionado. O Shoptime explica.

Como a maresia afeta os aparelhos?

A maresia é a umidade do ar combinada com gotículas de água do mar, que se espalham e sobem para a atmosfera quando as ondas arrebentam. Como a água do oceano possui sais minerais e muitos outros elementos, incluindo pedaços de lixo em decomposição, microorganismos e material orgânico, notamos que as superfícies, como o capô e os vidros do carro e as janelas das casas, são mais difíceis de limpar no litoral.

No caso dos automóveis, eletrodomésticos, eletrônicos e estruturas metálicas, a maresia acelera a oxidação. Os sais presentes no ar úmido ajudam a transportar elétrons, facilitando o processo de ferrugem e o início da corrosão de superfícies e partes de metal.

Como instalar ar-condicionado em cidades de praia?

Segundo fabricantes, não há grande diferença em durabilidade ou menos corrosão quando falamos de diferentes modelos de ar-condicionado em cidades de praia. Ou seja, tanto ar-condicionado de janela como o modelo split ou o portátil vão funcionar bem se passarem por manutenção regularmente.

O que acontece é o consumidor perceber os primeiros sinais de oxidação em tubos usados na instalação. Como as tubulações ficam mais visíveis em aparelhos do tipo split, eles acabam levando a má fama.

Uma boa solução para manter o ar-condicionado em melhor estado por mais tempo é comprar um novo aparelho com serpentina de cobre, ao invés da serpentina de alumínio, e também fazer a instalação do equipamento com tubulações de cobre.

Apesar do alumínio ser mais fino e maleável, o cobre é um material que sofre menos com corrosão em regiões com maresia, demandando menos manutenção. Além disso, o instalador também pode usar serpentinas protetoras no caminho entre as duas peças e na condensadora.

Outra dica é escolher um ar-condicionado que possua pouca superfície metálica visível ou com a maior parte da caixa da condensadora em plástico, para diminuir os possíveis locais para a oxidação.

Outra recomendação das fabricantes é instalar a unidade externa em um lado da construção ou uma varanda que fique contra o vento do mar. E para fixar a condensadora do lado de fora da casa, utilize suportes de inox ou de materiais protegidos com pintura especial anti-corrosão, ao invés de peças de ferro.

Como fazer manutenção do ar-condicionado na praia?

Em cidades litorâneas, é indicado fazer a limpeza dos filtros quinzenalmente, juntamente com o processo de autolimpeza, se o ar-condicionado possuir esse recurso.

Também faça a higienização externa do aparelho com produtos não oxidantes, tentando remover aquela típica camada de poeira com umidade e maresia das superfícies.

Os especialistas recomendam fazer manutenção periódica do ar-condicionado para garantir seu funcionamento e durabilidade, sem prejuízo no desempenho. Se nas cidades do interior a indicação é chamar o técnico uma vez por ano, em cidades de praia, é melhor fazer isso a cada seis meses.

A própria assistência técnica do ar-condicionado pode indicar produtos e óleos impermeabilizantes, que devem ser aplicados nas superfícies metálicas.

Além disso, para períodos em que o ar-condicionado ficará sem uso, cubra a condensadora com uma capa impermeável.

A manutenção e a limpeza rotineira do ar-condicionado ajudam a manter seu bom estado e seu desempenho, além de reduzir o impacto do aparelho na conta de luz. Leia mais aqui.

Visite o Shoptime para conhecer os melhores aparelhos de ar-condicionado e pesquisar os equipamentos em oferta. Baixe o app do Shoptime para acompanhar suas entregas e aproveitar mais vantagens para comprar online.

Shoptime
Mais do TechTudo