Celular
Publicidade

Por Thássius Veloso (@thassius), do TechTudo

Thássius Veloso/TechTudo

A Apple sofreu um importante revés nesta terça-feira. A União Europeia chegou a um consenso de que todos os celulares vendidos no bloco devem adotar porta USB-C para recarga de energia. A decisão impacta diretamente a gigante americana, que deverá fazer um modelo de iPhone com USB-C num prazo de dois anos. Atualmente a empresa usa a tecnologia do Lightning, um tipo de cabo proprietário que está há anos no mercado.

O braço executivo do bloco delibera sobre o assunto há anos. Agora partiu para um “solução única de recarga” em todas as 27 nações. “Os consumidores europeus estavam frustados com diversos carregadores se acumulando a cada novo dispositivo”, informou a organização num comunicado.

Confira 6 fatos sobre o iPhone 13 no vídeo abaixo

Confira 6 fatos sobre o iPhone 13

Confira 6 fatos sobre o iPhone 13

Por ora trata-se de um consenso entre os atores políticos. A imprensa internacional, no entanto, trata como certa a aprovação definitiva da medida. Ela valerá também para tablets, câmeras digitais, headphones, consoles portáteis e leitores de livros. Cada categoria de produto terá um prazo diferente para adaptação.

Os legisladores europeus estão determinados a diminuir a quantidade de lixo eletrônico no planeta. Acreditam ainda que a vida dos usuários será mais simples se puderem adquirir um único carregador com a certeza de que funcionará em qualquer futuro smartphone.

Hoje em dia já é assim no mundo Android. A Apple é a única grande fabricante a usar uma porta proprietária em vez do padrão USB-C, que se tornou amplamente aceito.

iPhone 7 dourado conectado ao cabo Lightning — Foto: Thássius Veloso/TechTudo

O comissário para mercado interno da União Europeia, Thierry Breton, disse numa entrevista coletiva que a “a regra vale para todos” diante da dúvida se a medida seria específica contra a Apple. “Não foi adotada contra ninguém”, completou Breton, de acordo com o site especializado The Verge.

A Apple está realizando testes com o iPhone com entrada USB-C, segundo informações que circulam nos bastidores. A empresa oficialmente não fala sobre o assunto. A expectativa é de que o iPhone 15 – portanto, duas gerações à frente do atual iPhone 13 – chegue ao mercado pelos menos numa versão com USB-C em vez de Lightning.

Ainda não se sabe qual seria a conduta da fabricante americana no restante do mundo. Pode ser que somente os iPhones na União Europeia tenham o USB-C, já que a regra foi tomada naquele bloco econômico. Também é possível que a companhia adote a solução em todos os mercados, uma vez que facilitaria na fabricação e na logística de distribuição dos equipamentos.

A União Europeia estima que os habitantes do bloco vão economizar 250 milhões de euros por ano com a medida, o equivalente a R$ 1,3 bilhão. Cerca de 11 mil toneladas de e-lixo deixarão de circular anualmente.

iPhone 13 ao lado de carregador — Foto: Thássius Veloso/TechTudo

O acordo entre legisladores europeus menciona dispositivos que precisam de recarga com fio. Cabe lembrar que ficaria de fora um eventual modelo de iPhone que não tenha mais nenhuma porta para carregador – seja ela Lightning, seja USB-C. Existem rumores de que a Apple estaria projetando um iPhone “todo tela”, sem botões nem portas de conexão. Caso este produto de fato exista, seria mais uma maneira de contornar a decisão.

Até agora a Apple não se pronunciou sobre o assunto.

Com informações de The Verge e CNET

Mais do TechTudo