Placas
Publicidade

Por Fernando Sousa, para o TechTudo


GeForce GTX 1650 e GTX 1060 são dois modelos de GPU da Nvidia. As placas de vídeo prometem oferecer bom desempenho para jogos em Full HD, sendo alguns dos componentes mais populares entre jogadores, segundo dados da Steam. Encontradas no mercado brasileiro por valores a partir dos R$ 1.500, elas oferecem bons recursos e um volume de VRAM que ainda deve ser o suficiente para encarar jogos modernos em níveis gráficos intermediários — apesar de serem duas placas que não exigem um investimento tão alto.

Como já têm um certo tempo de mercado, tanto a GTX 1060 quanto a GTX 1650 aparecem em opções de diversas fabricantes, como Asus, Gigabyte, MSI e outras, tendo versões que contam com sistemas de arrefecimento e designs distintos. Abaixo, o TechTudo apresenta mais informações que podem ajudar você a decidir entre as placas de entrada e a intermediária da Nvidia.

GTX 1060 oferece bom desempenho para jogos em Full HD — Foto: Divulgação/Nvidia

Especificações

As placas contam números relativamente parecidos, mas, sem dúvida, a GTX 1650 oferece um maior equilíbrio em suas especificações — o que não significa que ela fica à frente da GTX 1060 em questão de desempenho . Se a GTX 1060 oferece clocks mais elevados e mais núcleos CUDA, por outro lado, a GTX 1650 conta com uma tecnologia de RAM mais avançada.

Com versões entre 3 e 6 GB GDDR5, a GTX 1060 conta ainda com interface de 192-bit, enquanto a GTX 1650, que tem opções com memórias GDDR5 e GDDR6 com densidade de 4 GB, aparece em versões com interface de 128 e 192-bit. Por se tratar de uma placa mais moderna, a GTX 1650 tende a ser energeticamente mais eficiente.

Performance

A tendência é que a GTX 1060 ofereça mais desempenho, uma vez que se trata de uma GPU do segmento intermediário. A placa mais antiga conta com clocks elevados e mais núcleos, o que pode fazer com que se tenha um ganho de desempenho, inclusive em softwares profissionais que exploram de uma maneira mais eficiente os recursos da GPU.

De modo geral, segundo testes de sites especializados, o ganho médio da GTX 1060 em relação à GTX 1650 fica na casa dos 20% em jogos, tendo ainda títulos nos quais a placa consegue obter ganhos ainda maiores em relação à placa mais recente.

Nvidia GeForce GTX 1650 é uma placa que conta com memórias no padrão GDDR6 com volume de 4 GB — Foto: Reprodução/Amazon

Consumo

No consumo, a vantagem vai para o lado da GTX 1650. Por se tratar de uma placa mais recente, e também por ser um modelo mais próximo ao que se encontra em modelos de entrada, ela tem exigência energética e TDP menores.

A diferença fica ainda mais evidente quando consideramos as fontes de energia (PSU) recomendadas. A GTX 1060, segundo a fabricante, requer uma fonte de ao menos 400 W com conector adicional de seis pinos, enquanto a GTX 1650 requer uma fonte de alimentação de apenas 300 W, sem a necessidade de alimentação complementar.

Recursos

O principal diferencial da GTX 1060 em relação à GTX 1650 é o suporte à funcionalidade de realidade virtual. Nos demais pontos, como resolução suportada, portas e conexões e suporte a tecnologias como G-Sync, as placas mantêm alguma similaridade.

Ambas as GPUs são capazes de utilizar múltiplos monitores, assim como oferecem a mesma resolução máxima. Elas, contudo, são dois modelos que ainda não oferecem suporte a tecnologias como Ray Tracing.

Ray Tracing, tecnologia que aprimora os gráficos de jogos, não está disponível nas placas — Foto: Reprodução/Nerd Reactor

Preço e disponibilidade

Por ser uma placa lançada há mais tempo, a disponibilidade da GTX 1060 é menor do que a da GTX 1650. Atualmente, a GTX 1060 aparece no mercado brasileiro por valores a partir dos R$ 1.499 em varejistas online, mas não é uma placa que pode ser encontrada facilmente.

Aparecendo em opções de diversas fabricante e com diversas versões, a GTX 1650, apesar de ser um modelo de entrada, tem aparecido no mercado brasileiro por valores a partir dos R$ 1.430, sendo mais comum encontrá-la por valores próximos aos R$ 1.650.

Custo-benefício

Mesmo sendo uma placa mais antiga, a GTX 1060 parece ser uma opção mais adequada para quem busca desempenho. Como as placas têm um custo parecido, a GTX 1060 acaba sendo uma placa mais potente que a GTX 1650 e, portanto, mais adequada para quem precisa rodar programas mais pesados no computador.

Por outro lado, para quem pretende economizar energia, a GTX 1650 é a solução certa. Ela pode fazer com que seu PC tenha um consumo bem menor, por uma pequena perda no que diz respeito ao desempenho em relação à GTX 1060.

Ficha técnica GTX 1060 e GTX 1650

Especificações GTX 1060 GTX 1650
Lançamento 2016 2019
Preço atual R$ 1.499 R$ 1.650
Clock GPU 1708 MHz 1485 MHz
Clock da memória 2002 MHz 800 MHz
Memória de 3 a 6 GB GDDR5 4 GB GDDR6
Interface VRAM 192-bit 128 ou 192-bit
Fonte recomendada 400 W 300 W
Alimentação complementar Sim Não

No vídeo abaixo, saiba como montar um PC gamer sem gastar muito

5 dicas para comprar um PC gamer bom e "barato"

5 dicas para comprar um PC gamer bom e "barato"

Mais do TechTudo