Sistemas Operacionais
Publicidade

Por Letícia Rosa, do home office


Com o iOS 16, atualização do sistema operacional do iPhone (iOS), usuários não precisarão mais usar o recurso de segurança CAPTCHA em certos aplicativos e sites. Isso porque, com o update, a função inédita de "Verificação Automática" vai driblar a necessidade de fazer validações de identidade manualmente - como acontece quando é feito login ou cadastro em plataformas, por exemplo. Até então, para confirmar "ser humano" na web, era preciso fazer desafios de simples solução, como selecionar fotos de veículos, decifrar frases ou marcar caixas de "Não sou um robô".

Mantidos pelo Google, os CAPTCHAs são um mecanismo utilizado para impedir em serviços online o tráfego de bots, que produzem o disparo de spam e fazem sobrecarregamento nas plataformas. Confira, a seguir, como vai funcionar o recurso da Apple para evitar os chamados "testes de Turing".

O iOS 16 vai permitir verificar que você é humano sem precisar passar por CAPTCHAs; saiba — Foto: Thássius Veloso/TechTudo

Essa é a primeira tentativa da gigante da tecnologia para tentar "dispensar" a validação via CAPTCHA no novo sistema operacional do iPhone - que foi anunciado em maio deste ano durante a WWDC 22, conferência anual da Apple para desenvolvedores. Agora, quando o iOS 16 e o macOS Ventura estiverem disponíveis, sites e apps que utilizam o recurso de "teste de Turing" poderão aproveitar a função para evitar spams e parar de mostrar caixas para checagem de identidade de usuários - pelo menos para quem possuir um iPhone ou computadores com sistema macOS.

A ferramenta foi desenvolvida pela Apple e por duas redes de entrega de conteúdo, a Fastly e a Cloudflare. As empresas anunciaram ainda planos de expansão da funcionalidade para outros sites e sistemas futuramente, o que pode ser um indicativo do fim do mecanismo de segurança. Vale ressaltar que ainda não existe uma função equivalente para o Android, sistema operacional da Google.

Configuração do CAPTCHA estará disponível nos ajustes do iOS 16 — Foto: Thássius Veloso/TechTudo

A função será especialmente útil para quem precisa responder a CAPTCHAs com mais frequência - como quem usa VPN ou faz a limpeza de cookies frequentemente, por exemplo. Segundo a Apple, todo o processo acontecerá de maneira segura, sem colocar em risco a identidade e os dados dos usuários.

“Os tokens de acesso privado são uma alternativa poderosa que ajuda a identificar solicitações HTTP de dispositivos e pessoas legítimas sem comprometer sua identidade ou informações pessoais”, afirma a empresa, na descrição de um vídeo da WWDC 2022 relacionado ao tema.

Quando o update for liberado, a ferramenta poderá ser ativada nos Ajustes do celular. Para isso, bastará seguir o caminho Apple ID > Senha e Segurança > Verificação Automática, e, então, habilitar a chave. Uma vez ativado, o iCloud vai, de forma automática e privada, verificar o dispositivo e a conta Apple ID. A partir daí, páginas e softwares não mais apresentarão mais os prompts de verificação de CAPTCHA, garantindo agilidade no dia a dia.

Com informações de MacRumours,The Guardian e The Verge.

Veja também: iOS 16 foi anunciado: saiba todas as novidades e iPhones compatíveis

NOVO iOS 16 - Novidades, iPhones Compatíveis e Todos os Detalhes!

NOVO iOS 16 - Novidades, iPhones Compatíveis e Todos os Detalhes!

Mais do TechTudo