Lançadores e buscadores
Publicidade

Por Raisa Monteiro Capela, para o TechTudo


Rosane Kaingang, ativista descendente da etnia indígena Kaigang, oriunda da região sul do Brasil, é homenageada com um Doodle do Google nesta sexta-feira (3). Foi nesta data, mas em 1992, que ela iniciou sua trajetória pela garantia dos direitos indígenas, durante a Conferência das Nações Unidas sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento (Eco-92), no Rio de Janeiro. Rosane exerceu um papel significativo na conquista do acesso à educação e serviços médicos por esse grupo e foi uma das fundadoras do Conselho Nacional de Mulheres Indígenas do Brasil (CONAMI). Ela morreu aos 54 anos, em outubro de 2016.

A ilustração que homenageia Rosane Kaingang na página inicial do buscador retrata a ativista discursando ao lado de mulheres indígenas e rodeada por pássaros cuja trajetória de voo forma a palavra "Google". Ao clicar sobre a arte, o usuário é redirecionado para uma página com resultados de pesquisa sobre a ativista. A imagem está disponível na interface do Google Brasil na versão web do buscador e também em celulares Android e iPhone (iOS).

Ativista pelas direitos indígenas, Rosane Kaingang é homenageada com Doodle do Google — Foto: Divulgação/Google

Quem foi Rosane Kaingang?

Rosane Kaingang nasceu em 1962, tendo recebido o nome indígena "Kokoj", que significa beija-flor e foi dado em homenagem à sua bisavó. Sua militância em prol dos direitos indígenas começou em 1992, na Conferência ECO-92, organizada pelas Nações Unidas. Após esse episódio, ela se engajou em diversos eventos e conferências para discutir a mobilização das mulheres indígenas na sociedade.

Em 2001 Rosane entrou para a Funai, onde exerceu o cargo de coordenadora geral do Desenvolvimento Comunitário, criando subsídios para apoiar e incentivar a organização política dessas mulheres e seus projetos. Kaingang também participou ativamente de diversos outros grupos de reforma social, como a Articulação dos Povos Indígenas do Brasil (APIB), a Articulação dos Povos Indígenas do Sul (ARPINSUL). Aos 54 anos, em outubro de 2016, Rosane Kaingang morre em Brasília, vítima de um câncer.

Via Google

Assista também: 7 truques e jogos escondidos no Google

Brincadeiras do Google: veja 7 truques e jogos escondidos no buscador

Brincadeiras do Google: veja 7 truques e jogos escondidos no buscador

Mais do TechTudo