Placas
Publicidade

Por Igor Nishikiori, para o TechTudo

Divulgação/AMD e Nvidia

As placas de vídeo AMD RX 6500 XT e a Nvidia GeForce GTX 1650 são duas opções para quem quer rodar jogos atuais sem gastar muito. Os dois modelos de entrada podem ser encontrados no mercado brasileiro na faixa dos R$ 1.500 e têm bom desempenho em resolução Full HD (1080p) e taxa de atualização de 60 Hz. A GPU da AMD é mais nova, tendo sido lançada em janeiro de 2022.

A ideia é oferecer recursos e tecnologias novas para usuários não tão exigentes assim. Já a GTX 1650 foi lançada em abril de 2019 para ser uma evolução da GTX 1050. Apesar de não ter recursos mais avançados, ainda tem poder para rodar jogos AAA com facilidade. Confira, a seguir, uma comparação entre os dois modelos baratos de placa de vídeo.

AMD Radeon RX 6500 XT foi anunciada na CES 2022 — Foto: Reprodução/AMD

Especificações

Placa de vídeo RX 6500 XT usa a arquitetura RDNA 2 de 6 nm e chip Navi 24 — Foto: Divulgação/AMD

Na comparação das especificações técnicas, a AMD Radeon RX 6500 XT leva larga vantagem, o que não é muita surpresa, tendo em vista que a placa de vídeo foi lançada três anos depois da Nvidia Geforce GTX 1650.

Usando arquitetura RDNA 2 de 6 nm e chip Navi 24, a RX 6500 XT conta com 1.024 núcleos de processamento gráfico e velocidade de clock de 2.610 MHz (turbo de 2.815 MHz). Já a placa da Nvidia, que usa arquitetura Turing de 12 nm e chip TU117, tem 896 núcleos CUDA e velocidade de 1.485 MHz (turbo de 1.665 MHz).

No total, a RX 6500 XT é capaz de calcular 5,77 Teraflops, contra 2,98 Teraflops da GTX 1650. Além disso, a GPU da AMD tem taxa de pixels de 90,1 GPixel/s contra 53,28 GPixel/s do concorrente.

Placa Nvidia GTX 1650 utiliza a arquitetura Turing de 12 nm e chip TU117 — Foto: Divulgação/Nvidia

Em alguns pontos, porém, a GTX 1650 leva a melhor, como na largura de interface de memória. São 128 bits da placa da Nvidia, contra apenas 64 bits da placa da AMD.

Falando em memória, tanto a RX 6500 XT quanto a GTX 1650 contam com 4 GB de VRAM, mas a GPU da AMD usa a versão GDDR6, enquanto que a placa da Nvidia adota o GDDR5 — o modelo turbinado da GeForce GTX 1650, batizada de Super, também usa GDDR6. Já na velocidade de memória, a RX 6500 XT opera a 18 Gb/s contra apenas 8 Gb/s da GTX 1650 (e 12 Gb/s na GTX 1650 Super).

Em termos de largura máxima de banda, a RX 6500 XT tem uma taxa máxima de 144 GB/s. Já a GTX 1650 tem um pouco menos, 128 GB/s, enquanto a versão Super atinge 192 GB/s.

Performance

Jogos recentes, como Fortnite, rodam bem nas placas de entrada da AMD e Nvidia — Foto: Divulgação/Epic Games

As especificações técnicas superiores tendem a colocar a RX 6500 XT na frente em termos de desempenho. Porém, de acordo com sites de comparação de hardware, a diferença é menos gritante do que poderia ser. Os números do site User Benchmark apontam uma vantagem de cerca de 30% na performance para a placa da AMD, enquanto que no site HWBench a superioridade fica em torno de 39%.

Nos testes deste último, a RX 6500 XT conseguiu rodar Shadow of the Tomb Raider e The Witcher 3: Wild Hunt nas configurações máximas acima de 60 FPS em 1080p. Enquanto isso, a GTX 1650 não chegou a esse valor, ficando entre os 40 FPS a 50 FPS.

Porém, a história parece mudar quando ela é comparada com a versão GTX 1650 Super. Com essa placa, a performance é semelhante ou até melhor do que na placa da AMD. Nos testes do HWBench, o game F1 2021 na qualidade Ultra rodou a 78 FPS, contra 74 FPS na RX 6500 XT. Já em Far Cry 6 foi uma lavada: 59 FPS contra 17 FPS.

É importante lembrar, porém, que, por ser mais recente, a RX 6500 XT certamente contará com suporte por mais tempo do que a GTX 1650. Isso significa que a performance tende a melhorar significativamente a cada atualização de driver, além das possíveis otimizações nos próximos lançamentos de jogos.

Consumo

A AMD é famosa por montar componentes que consomem mais energia — e no caso das placas de vídeo, isso não é diferente. Segundo o site oficial das empresas, a RX 6500 XT tem um consumo médio de 107 W, enquanto a GTX 1650 consome apenas 75 W.

Isso significa que é preciso uma fonte mais potente para aguentar a GPU da AMD sem gargalos ou risco de instabilidade. O mínimo recomendado pela empresa é uma fonte de 400 W. Já a placa da Nvidia requer ao menos uma fonte de 300 W, que tem preços mais baixos.

Recursos

Tecnologia Ray Tracing é compatível com a GPU de entrada da AMD — Foto: Divulgação/Nvidia

A RX 6500 XT conta com suporte ao Ray Tracing, que gera efeitos de luz realistas em tempo real nos games. A GPU tem 16 núcleos de aceleração especialmente dedicados a esse recurso. Já a GTX 1650 não tem compatibilidade com o Ray Tracing, que é restrito apenas aos modelos GeForce RTX da marca.

Por outro lado, nenhuma das duas conta com a tecnologia DLSS (Deep Learning Super Sampling), que usa a inteligência artificial para fazer upscaling de jogos em baixa resolução, dentre outras melhorias gráficas. Falando dos recursos exclusivos, a RX 6500 XT é compatível com o AMD FreeSync, que diminui a latência em jogos e evita cortes de quadros, e com o AMD FidelityFX, que aumenta a taxa de quadros em games específicos.

Enquanto isso, a GeForce GTX 1650 conta com a tecnologia Nvidia G-Sync, que é homóloga ao FreeSync; e o Nvidia Studio, que otimiza a performance para programas de design e ilustração.

Preço e disponibilidade

A GTX 1650 conta com mais modelos disponíveis no mercado — Foto: Reprodução/Amazon

A placa RX 6500 XT já pode ser comprada no Brasil com preços a partir de R$ 1.399, segundo o Compare TechTudo. Como foi lançada há pouco tempo, ainda há poucas opções disponíveis, mas a tendência é que haja uma maior variação de fabricantes e de preços ao longo do tempo.

Já a GeForce GTX 1650, lançada em 2019, tem uma grande variedade de modelos disponíveis no Brasil, com valores partindo de R$ 1.612, segundo o Compare TechTudo. Por ser mais antiga, é possível também encontrar modelos usados com preços mais em conta.

Custo-benefício

Boas e baratas, ambas as GPUs podem servir bem para um usuário menos exigente. Tanto a RX 6500 XT quanto a GTX 1650 rodam tranquilamente jogos AAA mais recentes em resolução Full HD — em resoluções maiores, é preciso diminuir a qualidade dos gráficos para ter um rendimento aceitável.

O fator novidade faz com que a placa da AMD seja um investimento melhor no longo prazo. Só o fato de ser compatível com a tecnologia Ray Tracing já a torna pronta para o futuro, visto que esse recurso deverá ser cada vez mais utilizado pelas desenvolvedoras. Fora o suporte para atualizações, que tende a ser mais longevo em um produto que acabou de chegar ao mercado.

A AMD ainda leva vantagem por contar com o FreeSync, que é compatível com mais monitores e TVs do que o G-Sync da Nvidia. Além disso, os hardwares da AMD costumam ser mais baratos do que a concorrência, tanto no setor de GPU quanto de CPU.

Contudo, a RX 6500 TX mantém a tradição da AMD de não economizar na energia. Seu consumo de 107 W não é apenas alto, como também exige uma fonte mais parruda para funcionar sem gargalos. Se isso não for uma questão, a placa tende a ser um bom investimento.

Por outro lado, o fato de oa GTX 1650 estar há um bom tempo no mercado significa que é mais fácil de encontrar peças usadas com valores mais baratos. Ela pode servir como um quebra-galho de curto prazo até que a alta nos preços das placas de vídeo chegue ao fim.

Ficha técnica RX 6500 XT — GTX 1650

Especificações RX 6500 XT GTX 1650
Lançamento Janeiro/2022 Abril/2019
Arquitetura RDNA 2 Turing
Clock base/Boost 2.610/2.815MHz 1.485/1.665 MHz
Memória 4 GB GDDR 6 4 GB GDDR 5
Interface da memória 64-bit 128-bit
DLSS Não Não
Ray-Tracing Sim Não

Com informações de HWBench e UserBenchmark

No vídeo abaixo, veja cinco jogos que são considerados os melhores da história

5 jogos que são considerados os melhores da história e você não sabia!

5 jogos que são considerados os melhores da história e você não sabia!

Mais do TechTudo