Placas
Publicidade

Por Filipe Garrett, para o TechTudo


Radeon RX 6600 da AMD e GeForce RTX 3050 da Nvidia são duas placas de vídeo de entrada para PCs. Elas são destinadas a gamers interessados em rodar games em Full HD, embora possam ser utilizadas até mesmo em resoluções mais altas, com algum sacrifício no desempenho. Ambas apresentam suporte à tecnologia Ray Tracing, recurso que reproduz mais fielmente luzes e sombras em jogos.

Apesar de serem modelos de entrada, as GPUs são de última geração e oferecem preços na faixa dos R$ 2.500 no mercado brasileiro. A seguir, levantamos as especificações técnicas fundamentais dos dois produtos, níveis de performance e as tecnologias e recursos que podem diferenciar uma da outra e informar melhor a sua compra.

Radeon RX 6600 tem 8 GB de memória — Foto: Divulgação/Sapphire

Especificações

Ambas com perfis intermediário, as placas de AMD e Nvidia se assemelham em uma série de aspectos, como, por exemplo, a oferta de Ray Tracing em tempo real por meio de hardware. Entre as duas, a RX 6600 é mais antiga no mercado: a Radeon vem com um processador gráfico com 1.792 processadores stream dispostos em 28 unidades computacionais, além de 28 núcleos RT para Ray Tracing.

Já a GeForce oferece um processador gráfico de 2.560 núcleos CUDA e 20 unidades de processamento para efeitos de Ray Tracing. Diferente da solução da AMD, a placa da Nvidia tem ainda 80 núcleos Tensor, usados para processamento de inteligência artificial e indispensáveis na aplicação do DLSS, tecnologia de upscaling e reconstrução de imagem que usa inteligência artificial.

GPU RTX 3050 chegou em janeiro ao mercado — Foto: Divulgação/Nvidia

Na velocidade, a AMD roda com clocks mais altos. O padrão da Radeon é 1.626 MHz, dispondo ainda de turbo para bater 2.491 MHz de máxima, além de uma faixa de velocidade própria para games em 2.044 MHz. Já a GeForce vai a 1.777 MHz via turbo, operando com velocidade padrão em 1.552 MHz.

Em termos de memória RAM, as coisas são bem parecidas: ambas são placas de 8 GB de GDDR6, conectados por meio de uma interface de 128 bits ao processador gráfico. Isso rende às duas GPUs uma banda de 224 GB/s de troca de dados entre os dois componentes.

Desempenho

As duas GPUs oferecem suporte à tecnologia Ray Tracing — Foto: Divulgação/Nvidia

As duas placas são bem parecidas mas, no geral, a RX 6600 é mais rápida. Resultados agregados pelo GPU UserBenchmark indicam que a Radeon é em média 7% mais rápida em uso geral e em games, sobretudo considerando títulos rodando com técnicas de iluminação rasterizadas, sem o Ray Tracing.

Com o Ray Tracing em cena, a GeForce tende a recuperar terreno. A tecnologia da Nvidia é mais madura e mais bem suportada no momento, o que pode explicar uma vantagem da ordem de 17% para a GeForce na simulação em tempo real do comportamento da luz.

Recursos

As duas GPUs são bem próximas em termos de recursos, mas há um diferencial importante que acaba presente apenas na Nvidia: o DLSS. Essa técnica usa inteligência artificial para gerar uma imagem final de resolução maior a partir de uma resolução interna bem menor, garantindo gráficos de maior qualidade e sem pesar tanto na performance.

A técnica com IA não tem ainda um paralelo nas placas da AMD, mas há uma alternativa: o FSR. Ele é a tecnologia de upscaling da AMD que, se por um lado fica devendo os ganhos de qualidade e performance do DLSS, tem a vantagem de ser suportada por mais games. Além disso, o FSR pode rodar tanto numa Radeon como numa GeForce.

Consumo

De performance similar, as duas placas devem registrar níveis de consumo parecidos — Foto: Divulgação/Asus

Outro ponto de similaridade entre os dois produtos gira em torno da expectativa de consumo elétrico. Segundo as duas marcas, as duas GPUs devem atingir até 130 W de potência quando em regime de 100% de funcionamento. Esse dado, vale lembrar, não significa dizer que as duas placas representam um consumo de 130 W, já que elas dificilmente estarão em 100% de utilização o tempo todo.

Além de sinalizar o nível de energia que os produtos precisam para funcionar, tanto AMD como Nvidia indicam também a potência mínima da fonte que alimenta o seu computador. São necessários 300 W em ambos os casos.

Preço e disponibilidade

A placa da AMD é a mais cara entre as duas, pelo menos no momento e segundo as nossas pesquisas de preços. Versões da Radeon produzidas pela AsRock e pela Sapphire aparecem atualmente a R$ 2.799, embora edições com melhores especificações e recursos possam aparecer a preços maiores.

Já a GeForce é facilmente encontrada no mercado nacional, começando em R$ 2.299 na edição da Palit. A EVGA, grande parceira da Nvidia, também coloca uma versão em conta no mercado, começando a R$ 2.365, enquanto há edições da Asus por R$ 2.399.

Custo-benefício

As duas placas gráficas são de entrada e oferecem um nível bem similar de performance e recursos. A performance é similar e as duas placas terão fôlego para games recentes em Full HD com bom nível de fidelidade gráfica.

A diferença aparece quando se considera a comparação por outros pontos de vista: você curte games que usam DLSS? Se sim, a GeForce dispara como escolha mais recomendada. Faz questão de curtir gráficos com Ray Tracing? Mais uma vez, a RTX 3050 é a escolha mais recomendada — ainda mais considerando que custa menos.

RX 6600 vs. GeForce RTX 3050

Especificações RX 6600 RTX 3050
Lançamento Outubro de 2021 Janeiro de 2022
Núcleos 1.792 processadores stream 2.560 núcleos CUDA
Velocidade 1.626 a 2.491 MHz 1.552 a 1.777 MHz
Memória RAM 8 GB GDDR6 a 128 bits 8 GB GDDR6 a 128 bits
Velocidade de memória 14 Gb/s 14 Gb/s
Interface de memória 128 bits 128 bits
Largura de banda 224 GB/s 224 GB/s
TGP 130 W 130 W

Com informações de AMD, Nvidia, HowManyFPS e GPU UserBenchmark

No vídeo abaixo, veja cinco dicas para comprar um PC gamer bom e "barato"

5 dicas para comprar um PC gamer bom e "barato"

5 dicas para comprar um PC gamer bom e "barato"

Mais do TechTudo