Celular
Publicidade

Por Rômulo Diego Moreira (colaborador) e Thássius Veloso (editor)

Thássius Veloso/TechTudo

A Apple confirmou que está prevista uma reunião com representantes do governo brasileiro para tratar do 5G no iPhone. Hoje em dia, os celulares da marca – a partir do iPhone 12 – são compatíveis com a tecnologia. No entanto, ainda falta uma atualização de sistema para que os aparelhos se conectem ao chamado 5G “puro” (ou 5G SA, no termo técnico). Eles atualmente funcionam no 5G NSA, que utiliza parte da infraestrutura do 4G – por isso é classificado como “impuro”.

A expectativa do presidente da Anatel, Carlos Baigorri, e do ministro das Comunicações, Fábio Faria, é de que a companhia libere a novidade. O TechTudo apurou que ainda são necessárias etapas de homologação e certificação antes de liberar o 5G SA. Operadoras brasileiras estão participando deste processo.

O encontro deve ocorrer na próxima semana. A comitiva brasileira também deve visitar outras empresas do setor nos Estados Unidos.

5G puro precisa de atualizações de software para funcionar — Foto: Reprodução/Freepik/sutadimages

A primeira cidade a receber o sinal 5G puro em capacidade máxima foi Brasília. De acordo com o próprio ministro da Comunicações, Fábio Faria, a ideia é ter a nova rede disponível em todas as capitais até o final de setembro.

Atualmente, o 5G “puro” – com uma radiofrequência exclusiva – está em funcionamento em Brasília (DF), Belo Horizonte (MG), João Pessoa (PB) e Porto Alegre (RS). As próximas cidades atendidas devem ser São Paulo, Rio de Janeiro, Curitiba, Salvador e Goiânia.

Tudo sobre o 5G no Brasil; confira no vídeo abaixo

5G NSA X 5G SA

O 5G está sendo estabelecido em dois diferentes padrões: Non-Standalone (NSA) e Standalone (SA). O padrão NSA usa o mesmo núcleo de rede do atual 4G. Hoje em dia ele está em uso em mais de 200 operadoras de telefonia pelo mundo. Enquanto isso, o 5G SA, também chamado de "5G puro", representa uma nova tecnologia mais moderna que precisa de infraestrutura própria e sem a dependência das antenas usada no sistema antigo.

Vale ressaltar que a expectativa é de que o 5G substitua o 4G de forma progressiva, convivendo com a tecnologia antiga por algum tempo, assim como aconteceu entre o 4G e 3G.

Atualização dos celulares

iPhone 13 vermelho — Foto: Thássius Veloso/TechTudo

Atualmente existem quase 70 celulares homologados pela Anatel. São produtos de marcas como Apple, Motorola, Realme, Samsung e Xiaomi, entre outras. Encontrar um smartphone com suporte à tecnologia deve ser cada vez mais frequente no mercado brasileiro. No geral, eles estão disponíveis para o padrão 5G NSA.

Para adquirir a capacidade máxima de velocidade, o usuário vai precisar contar com um dispositivo de categoria premium como o Galaxy S22, Galaxy Z Flip e Galaxy Fold da Samsung. No caso da Apple, além de ter o hardware necessário, alguns dispositivos precisam de atualizações de software para habilitar a tecnologia.

Mais do TechTudo