Sua Casa Mais Tech
Publicidade

Por Shoptime

Reprodução/Shoptime

Pretende montar um setup gamer completo, mas não sabe por onde começar? Além de um bom notebook gamer, existem acessórios, periféricos e móveis nos quais você pode fazer um investimento maior ou menor, dependendo da qualidade dos produtos que busca e do quanto quer gastar. O Shoptime explica a seguir.

Para começar, uma estação ou um setup gamer nada mais é do que ter um ambiente apropriado para jogar com imersão. Você vai precisar de uma boa mesa, uma cadeira ergonômica, um monitor de boa resolução, teclado e mouse, caixas de som ou fone de ouvido e mousepad.

Como a indústria vem desenvolvendo o segmento gamer com uma estética particular, com luzes coloridas em LED e elementos em preto ou tons de alto contraste, a maioria dos produtos segue nessa linha. Mas nada impede você de montar um cantinho gamer totalmente sóbrio. Há opções para todos os gostos.

Como escolher um notebook gamer?

Começando pelo computador, o consumidor encontra muitas opções de notebook gamer, mas também pode optar por um desktop, que é mais personalizável.

Como é destinado a rodar jogos pesados, de gráficos em alta resolução ou que demandam maior atualização da tela, um notebook gamer precisa ter um ótimo processador, boa quantidade de memória RAM e armazenamento, uma placa de vídeo de qualidade, tela com boa resolução e uma boa arquitetura de construção e resfriamento.

Você pode começar sua busca pela marca, pelo tamanho ou pelo processador. A Intel lançou recentemente a 12a geração de seus processadores. Então, laptops com chips Intel Core i5 e i7 de décima ou 11a geração são uma ótima opção com custo interessante. Os processadores Intel Core i9 são mais apropriados para desktops, mas você consegue encontrar alguns notebooks topo de linha com eles.

Da mesma forma, a AMD lançou a série 6000 dos processadores Ryzen 5, 7 e 9, por isso, notebooks equipados com chips das séries 4000 e 5000 devem ter um preço mais interessante com desempenho satisfatório, ainda que não igual aos mais recentes.

A CPU precisa de alta velocidade de execução e boa quantidade de núcleos para que os games e as tarefas do dia a dia sejam executados tranquilamente.

Em seguida, avalie a memória RAM. Quanto mais memória no notebook, menor a chance de travamentos. Parte dos games mais pesados pedem, no mínimo, 8 GB de RAM. Verifique se o computador escolhido permite um upgrade fácil, para que você consiga aumentar depois para 16 GB ou mais.

Falando do armazenamento, a melhor opção são os drives SSD, com taxas superiores de gravação e leitura de dados em relação aos tradicionais HDs.

Ter uma placa de vídeo dedicada em um notebook faz toda a diferença na hora de executar qualquer jogo. Em se tratando de uma máquina gamer, é possível que ela já venha equipada com alguma versão de placa gráfica.

Falando da NVIDIA, os últimos lançamentos são da Série 30 das placas GEForce RTX. Segundo a marca, elas utilizam arquitetura NVIDIA Ampere com novos núcleos RT, núcleos Tensor e multiprocessadores de streaming para recursos gráficos realistas, com Ray Tracing (traçado de luz, sombras e reflexos nas imagens) e recursos de inteligência artificial.

No caso da AMD, as placas Radeon RX Série 6000 são as mais recentes e prometem a arquitetura inovadora AMD RDNA 2 para notebook, com experiências de jogos com taxa de frames alta e recursos avançados para criação de conteúdo, além de otimização no consumo de energia.

Sobre a tela, há muitos computadores com display Full HD que são suficientes, mesmo para computadores que rodam jogos mais recentes. Se escolher um display 2K ou 4K, lembre-se que a resolução vai exigir mais do hardware, tanto para a própria tela como para usar um monitor externo.

Por fim, selecione notebooks que tenham funções de engenharia térmica, para fazer a refrigeração sem atrapalhar o desempenho ou que conseguem direcionar a potência do computador para gerenciar os recursos de forma inteligente.

Com todos esses recursos e alto desempenho, os notebooks gamers acabam com o preço lá no alto, na comparação com outras opções do mercado. Mas será que existe notebook gamer barato? Leia mais aqui.

Como escolher mesa e cadeira gamer?

A escolha da mesa depende mais das suas necessidades e da decoração do ambiente do que da postura e ergonomia. Isso porque a maioria das mesas e escrivaninhas têm altura padrão, entre 70 e 75 cm, enquanto a cadeira é que precisa de regulagens e apoios corretos para sustentar o corpo durante horas.

As dimensões da mesa que você vai escolher dependem do espaço disponível. Existem opções de escrivaninhas menores, com 80 a 90 cm de comprimento por 40 a 55 cm de largura, e também mesas maiores, com 150 a 180 cm de comprimento e 60 a 70 cm de largura.

Para uma estação gamer, uma dica pode ser apostar em um visual industrial, com pés em metal escuro e tampo em madeira. O vidro será menos resistente para sustentar todos os equipamentos, além de mais chato para manter limpo.

Já para cadeira, as opções gamers já costumam vir com mais opções de regulagens e ajustes. Comece sua busca pelo padrão de altura e peso: existem modelos indicados para crianças, adolescentes e pessoas mais baixas, ao mesmo tempo em que você encontra opções apropriadas para pessoas com até 2m de altura e até 180 kg.

A indicação de tamanho e peso suportado vai fazer diferença nas proporções da cadeira, para que ela ofereça o máximo de conforto e o suporte correto para o corpo do usuário.

Procure por modelos que contam, ao menos, com ajustes de altura do assento e dos braços e alguma reclinação do encosto. Suportes para as pernas podem ser um acréscimo interessante.

No material de revestimento, o couro sintético ou vegetal é o mais fácil de limpar, mas esquenta, enquanto os tecidos naturais podem ser mais respiráveis.

Como não é todo mundo que se adapta a esse tipo de cadeira, você pode escolher uma boa cadeira de escritório que também tenha as regulagens necessárias para ergonomia e preservação da sua saúde.

Priorize cadeiras com rodízios, encosto com suporte para a lombar e articulação, assento com estabilidade e espaço para apoiar as coxas devidamente, apoios para os braços, ajuste de altura e boas espumas. Algumas opções possuem telas no encosto, que também são confortáveis.

Monitor, teclado e mouse

Quem trabalha com desktop precisa de monitor, teclado e mouse. Porém, quem utiliza notebook pode investir nesses periféricos também, para ampliar sua área de trabalho ou para melhorar sua experiência nos jogos.

Para encontrar um bom monitor para games, procure uma opção de resolução Full HD, no mínimo, com taxa de atualização de mais de 100 quadros por segundo e tempo de resposta reduzido.

Como ficamos muito mais próximos do monitor para jogar do que da TV da sala, para assistir a um filme, uma resolução menor do que o 4K não vai atrapalhar em nada o seu desempenho.

O tamanho do display é mais questão de imersão e do espaço disponível na sua estação, enquanto os monitores ultrawide, muito populares entre os gamers, possuem mais espaço de tela, porém, exigem mais da sua máquina. Suporte a Free Sync e G-Sync são desejáveis, dependendo da placa de vídeo do seu notebook.

Bons mouse e teclado vão fazer diferença. Falando do mouse, o ideal é investir em um modelo com alta resolução, ajuste de DPI (a sensibilidade do movimento e do clique) e com design ergonômico, para não provocar dores na mão. Botões programáveis podem ser um extra interessante.

Não deixe de comprar também um mousepad de qualidade, com tamanho maior do que o normalmente utilizado para trabalho, que vai possibilitar a movimentação mais fluida do mouse.

O teclado preferido de gamers é do tipo mecânico, uma vez que os teclados de membrana podem ter sua durabilidade reduzida pelos jogos intensos ou competitivos.

Com preço mais alto, teclados mecânicos são mais modernos, mas também mais duráveis, além de terem switches em cada tecla, garantindo mais precisão. Mas a escolha depende da preferência do jogador e existem opções em diversas faixas de preço.

Caixas de som ou fone de ouvido?

Uma boa experiência gamer não pode depender apenas dos alto-falantes do notebook. Por melhores que eles sejam, caixas de som externas oferecerão muito mais potência, enquanto um bom fone de ouvido ou headset com microfone possibilitam uma imersão muito maior, seja no tiro competitivo ou em um terror de sobrevivência.

Mesmo com falantes maiores do que outros laptops e áudio amplificado digitalmente, a potência do som em notebooks gamers é equivalente a caixinhas externas pequenas, porém, fica abaixo do que prometem as caixas de som dedicadas ao segmento gamer.

Notebooks gamers com configuração e preço intermediário possuem conjuntos de alto-falantes estéreo com 1,5W ou 2W cada, somando até 4W, enquanto máquinas mais caras trazem falantes internos somando 10W RMS de potência de som.

Já as caixas de som estéreo para computador e notebook mais baratas começam em 3W RMS de potência. Caixas gamer podem entregar de 20W a mais de 50W RMS, inclusive, com subwoofer para graves mais intensos. E entre as opções mais caras, o consumidor encontra produtos que se assemelham a home theaters, com efeito de som surround, simulação de 5.1 canais e compatibilidade com Dolby Digital para jogos.

Quem mora com família ou não quer receber multa do condomínio por barulho de tiros e gritos de zumbis na madrugada vai fazer um bom negócio ao investir em um bom fone de ouvido, ao invés de um sistema de caixas de som.

Para os gamers, é melhor pensar em um fone com cabo, que vai permitir uma experiência com menor latência no som e no microfone, sem atrasos entre ação na tela e o que chega ao seu ouvido.

Se a escolha for por um headset gamer, também não faltam opções de bom custo-benefício e aquelas praticamente profissionais, usadas pelos pro-players de e-sports. Avalie as especificações e leia os comentários dos consumidores.

Iluminação para um quarto gamer

Luminárias no teto acabam provocando sombra no teclado ou na área de trabalho, dependendo da posição da sua mesa. Existem luminárias de LED com fio ou recarregáveis que servem tanto para clarear a mesa como para iluminar seu rosto com luz difusa, como um ring light, para aparecer com mais qualidade nos vídeos e reuniões.

Você pode também investir em lâmpadas smart, que são fáceis de instalar em luminárias e bocais comuns do mercado, têm alta durabilidade e chegam a ser mais econômicas do que lâmpadas LED tradicionais.

Conectadas ao Wi-Fi, elas podem ser controladas pelo aplicativo do fabricante ou pelo seu assistente virtual, como o Google Home. É possível ajustar a intensidade, o tom e, em muitos modelos, mudar a cor das lâmpadas.

Não esqueça da segurança: estabilizador ou no-break

Assegure-se que os equipamentos vão continuar funcionando, mesmo com instabilidades na rede elétrica ou eventuais tempestades com raios. Um estabilizador funciona bem para o notebook, monitor e outros acessórios. Se tiver condições, invista em um no-break para aumentar a segurança e evitar dispositivos queimados.

Para pesquisar as ofertas em notebook gamer, acessórios e periféricos, passe pelo Shoptime. Você pode visitar o site ou baixar o app Shoptime no seu celular, para ter descontos exclusivos e acompanhar as suas entregas, além de outras vantagens.

Shoptime
Mais do TechTudo