Streaming
Publicidade

Por Pedro Cardoso, para o TechTudo


O novo plano de assinatura da Netflix mais barato e com anúncios não dará acesso a todos os filmes e séries do catálogo. A informação foi confirmada pelo co-CEO da Netflix Ted Sarandos em reunião com acionistas para divulgar o balanço do segundo trimestre de 2022, na última terça-feira (19). Certos conteúdos não estarão disponíveis devido a negociações com as produtoras, já que a nova modalidade de assinatura, cujo lançamento é previsto para 2023, apresentará publicidade. Até o momento, não há como saber quais produções ficarão de fora, mas a Netflix garante que a experiência será boa.

“Hoje a grande maioria dos conteúdos que as pessoas assistem na Netflix pode ser incluída no plano com anúncios. Há alguns títulos que não, e estamos conversando com os estúdios. Mas, se lançássemos o produto hoje, os assinantes desse plano teriam uma ótima experiência”, disse Sarandos.

Catálogo da Netflix pode ser menor em novo plano de assinatura mais barato; entenda — Foto: Fernando Telles/TechTudo

Apesar de a empresa não revelar com quais estúdios está negociando para compor esse catálogo restrito, uma matéria do Wall Street Journal aponta que a Netflix estaria conversando com Sony Pictures, Universal Studios e Warner Bros. em busca de acordos. Vale lembrar que muitas séries populares no streaming pertencem a essas empresas: The Crown e Kobra Kai à Sony; "Você" à Warner Bros; e "Boneca Russa" à Universal, por exemplo.

The Crown é uma da séries mais badaladas da Netflix — Foto: Divulgação/Netflix

O que se sabe até agora sobre o plano com anúncios

Prevista para chegar em 2023, a nova modalidade de assinatura será desenvolvida em parceria com a Microsoft. Em comunicado publicado em seu blog oficial, a fabricante do Windows afirmou que as propagandas no streaming serão gerenciadas pela plataforma de publicidade da empresa. A parceria também envolve o fornecimento de tecnologia e, nas palavras da Microsoft, proteções de privacidade.

Ainda não se sabe o preço do plano e as demais condições de assinatura, mas rumores indicam que o valor deve ser bem menor do que o cobrado no plano básico, que custa R$ 25,90 no Brasil. Em carta aos acionistas, a Netflix afirmou que o lançamento será gradual, e o plano “provavelmente começará em alguns mercados onde os gastos com publicidade são significativos”.

O plano de assinatura mais barato e com anúncios é uma tentativa da Netflix de ampliar a sua base de assinantes. Números do terceiro trimestre de 2022 apontam que o serviço perdeu mais de 970 mil clientes no mesmo período. Para frear a queda, a empresa também está testando cobrar uma taxa extra de usuários que compartilham a senha da conta com pessoas que não moram na residência do titular.

Veja também: Dicas que todo assinante da Netflix deveria saber

Netflix: dicas que todo o assinante deveria saber

Netflix: dicas que todo o assinante deveria saber

Mais do TechTudo