Placas
Publicidade

Por Barbara Mannara, para o TechTudo


O VSync é uma tecnologia muito conhecida no mercado gamer. A sigla significa "Vertical Syncronization" (algo como sincronização vertical, em português). A tecnologia gráfica tem como função sincronizar a taxa de quadros de um jogo com a taxa de atualização do monitor. Dessa forma, o usuário consegue ter uma jogabilidade mais suave, mesmo em games mais exigentes.

Apesar de já haver recursos mais avançados no mercado, o VSync continua como uma boa opção para evitar tearing nos games. Entenda melhor como funciona a tecnologia neste guia completo:

O que é VSync? Conheça a tecnologia de sincronização de quadros — Foto: Unsplash/Axville

Muitos gamers sofrem com um problema chamado de tearing (rasgo) de tela. Essa falha ocorre quando a taxa de atualização do monitor do computador não é capaz de acompanhar a taxa de quadros (frame por segundo) de um game. Isso causa um bug (erro) em formato de rasgo, que geralmente é exibido na horizontal.

Um monitor de 60 Hz, por exemplo, é capaz de atualizar seus quadros a cada 16,6 ms (milissegundos). Então ele sobrecarrega quando a taxa de atualização do jogo executada é mais rápida do que a dele. Isso faz com que a imagem seja "partida em dois ou mais pedaços", porque dois quadros são mostrados dentro de apenas um.

Tecnologia gráfica do VSync tem como função sincronizar a taxa de quadros de um jogo com a taxa de atualização do monitor. — Foto: Reprodução/Amazon

Para evitar essa falha, o VSync entra em ação. O software é responsável por realizar a sincronização entre os quadros do jogo com a taxa de atualização permitida pelo monitor do PC. Dessa forma, imagens rasgadas não aparecem durante o game, mesmo em cenas com movimentos rápidos — quando essas falhas são mais comuns de aparecerem.

Mas como ele funciona? O VSync evita que a GPU do computador envie qualquer informação gráfica para o monitor antes da finalização de um ciclo completo de um quadro. Ou seja, antes do quadro anterior ser completamente renderizado. Depois que o ciclo de um quadro é finalizado, o VSync permite que outro quadro seja mostrado no monitor. Dessa forma, o tearing não se torna visível.

Quando usar o VSync e como ele ajuda nos jogos

O VSync é útil nos momentos em que a sua GPU estiver renderizando uma quantidade de quadros superior à capacidade máxima do seu monitor. Com ele, a sua jogabilidade se mantém suave e preservada dentro do game, mesmo em momentos de mais exigência dos gráficos.

VSync ajuda a manter a jogabilidade mais suave ao sincronizar quadros — Foto: Reprodução/PlayStation Blog

Por outro lado, quando a taxa de quadros do jogo for inferior à taxa suportada pelo monitor do seu PC, o VSync não se faz tão necessário. Isso porque os tearings (falhas de rasgos) provavelmente não acontecerão. Alguns jogadores tendem a usar o VSync pensando que ele é capaz de aumentar a resolução do game. No entanto, essa não é a finalidade da tecnologia. Além disso, nesses casos, o VSync pode acabar aumentando o nível de lags (atrasos) e atrapalhando o desempenho competitivo do player no jogo.

Todo computador tem suporte para VSync?

O usuário não precisa de um monitor especial para usar o VSync. O importante é ter uma placa gráfica compatível na máquina, e grande parte dos modelos de PCs mais recentes são compatíveis. O VSync existe há alguns anos, sendo um dos primeiros programas contra tearing de tela. Tanto a Nvidia quanto a AMD criaram também suas próprias soluções contra o screen tearing. São elas o G-Sync e o FreeSync.

Além de funcionar bem no Windows, o VSync também pode ser utilizado em sistemas de macOS da Apple. Porém, o Adaptative Sync é um programa mais recomendado para o sistema operacional da maçã, fazendo com que o desempenho seja melhor para o gamer em relação ao VSync.

Com informações de Digital Trends e Tom's Guide

No vídeo abaixo, veja quatro jogos com finais impactantes

4 jogos com finais impactantes que surpreenderam os jogadores

4 jogos com finais impactantes que surpreenderam os jogadores

Mais do TechTudo