Esports
Publicidade

Por Victor de Abreu, para o TechTudo


A KRÜ Esports superou a LOUD neste domingo (10), na estreia dela no Valorant Masters Copenhagen 2022, o torneio internacional do FPS da Riot Games. A série melhor de três partidas (MD3), válida pela primeira rodada do Grupo A, teve muito drama já no primeiro mapa. Ambas as equipes cometeram alguns deslizes durante o duelo, indicando certo nervosismo por conta da estreia na Dinamarca. Nesse cenário, a KRÜ soube se adaptar melhor, ignorou o favoritismo dos brasileiros e chegou à vitória de virada por 2–1, parciais de 10–13, na Fracture, 13–9, na Haven, e 13–10, na Icebox.

O próximo compromisso da LOUD será na terça-feira (12) às 16h, no horário oficial de Brasília. Sua rival será a perdedora do confronto entre OpTic Gaming e Guild Esports, que acontece ainda neste domingo (10). A transmissão do torneio está sendo feita nos canais oficiais do Valorant na Twitch e no YouTube. Veja, a seguir, os destaques da estreia da LOUD no Masters Copenhagen 2022.

LOUD perdeu de virada para a KRÜ e precisará passar por uma série de eliminação na próxima terça-feira (12) — Foto: Divulgação/Valorant Brasil

Mapa 1 (Fracture)

Mesmo equipes experientes podem enfrentar dificuldades nos primeiros rounds de uma estreia. Foi o que aconteceu com a LOUD, que viu a KRÜ Esports responder bem aos seus avanços no ataque e contar com uma atuação impecável nesse começo de Juan Pablo "NagZet" Lopez (Chamber) para controlar as primeiras rodadas. Entre uma pausa técnica e outra tática, os brasileiros puderam respirar, fazer um trabalho de adaptação e emplacar suas estratégias na Fracture. Com boas entradas e atuações de destaque de Matias "Saadhak" Delipetro (Sage) e Bryan "pANcada" Luna (Brimstone), a LOUD virou essa metade para 8–4.

Na defesa, a LOUD enfrentou muitas dificuldades para lidar com a agressividade da KRÜ. Os retakes não encaixaram, e os brasileiros viram os adversários diminuírem a desvantagem de pouco em pouco.

A recuperação da LOUD se iniciou em uma rodada econômica, onde não conseguiram a vitória por pouco, mas tiraram as cinco armas da KRÜ, bem no momento do empate em 10–10. Depois, voltou a brilhar a estrela do capitão Saadhak (Sage), que puniu muito bem os jogadores da KRÜ nas rodadas seguintes e deu a tranquilidade para a LOUD emplacar três rounds na sequência e fechar a conta em 13–10.

Com a Sage, Saadhak marcou 25 abates e salvou a LOUD na Fracture — Foto: Divulgação/Valorant Brasil

Mapa 2 (Haven)

A KRÜ Esports voltou a mostrar domínio nos rounds pistol e iniciou a Haven na vantagem por 2–0. A LOUD encontrou uma boa oportunidade de voltar ao jogo com a vitória no round bônus, mas a KRÜ fez valer o seu mapa de escolha. Os brasileiros não souberam lidar com os avanços rápidos dos chilenos, que não se importaram em gastar ultimates numa única rodada e chegaram ao 7–3. Foi quando Bryan "pANcada" Luna (Omen) apareceu com um clutch 1v3 genial para trazer o quarto ponto e dar confiança para a LOUD diminuir o prejuízo para 7–5 nessa metade.

Na virada de lados, a KRÜ manteve sua invencibilidade nos pistols e teve a vantagem econômica para abrir o 9–5. A LOUD ainda esboçou uma reação nesse ataque, mas a defesa dos chilenos na Haven se mostrou muito sólida. Para piorar, quando parecia que os brasileiros voltariam para o jogo, Angelo "keznit" Mori (Raze) fez um lurk cirúrgico, emplacou um ace para cima da LOUD e abriu o caminho para sua equipe chegar ao map point em 12–6. A equipe brasileira ainda tentou resistir, mas a derrota acabou chegando por 13–9 no mapa de escolha dos adversários.

Keznit deixou um ace durante a Haven e liderou sua equipe à vitória no mapa e ao empate na série em 1–1 — Foto: Divulgação/Valorant Champions Tour

Mapa 3 (Icebox)

Depois de perder quatro pistols, a LOUD finalmente levou a rodada na Icebox e pôde iniciar o confronto na vantagem. A KRÜ teve a competência para vencer o round bônus e não deixar a LOUD se distanciar. Porém, os brasileiros garantiram um round econômico improvável com uma nova atuação excelente de Matias "Saadhak" Delipetro (KAY/O) e abriram o 6–3. Nicolas "Klaus" Ferrari (Viper) interrompeu o bom momento dos brasileiros com um belo clutch 1v3 pelo spikesite B, a LOUD trouxe de volta nas rodadas seguintes, mas Roberto Francisco "Mazino" Rivas (Sage) frustrou a sequência com um ace e deixou a vantagem dos brasileiros em 7–5.

No pistol da segunda metade, a LOUD chegou a realizar o plant, mas, mais uma vez, a KRÜ venceu e teve mais recursos para empatar a Icebox em 7–7. Depois, em um round bônus um pouco atrapalhado, a LOUD voltou a ficar à frente no placar e conseguiu abrir o 10–7.

A KRÜ buscou a recuperação após uma pausa tática, que foi o suficiente para compreender as estratégias dos brasileiros e iniciar uma sequência de vitórias no duelo. A LOUD teve muitos erros individuais, perdeu rodadas nos detalhes e viu a KRÜ virar o marcador e fechar a Icebox em 13–10.

LOUD foi superada pela KRÜ na Icebox e se complicou no Masters Copenhagen 2022 — Foto: Divulgação/Valorant Brasil

O Valorant Masters Copenhagen 2022 é o segundo torneio internacional de Valorant do ano. Dessa vez, apenas a LOUD está representando o Brasil na competição, que conta com um total de 12 participantes. Os times disputam pela premiação em dinheiro e também em pontos de circuito, que definirão vagas no Valorant Champions 2022. A grande final está marcada para o dia 24 de julho.

Com informações de Valorant Esports e Liquipedia

Mais do TechTudo