Celular
Publicidade

Por Isabele Scavassa, para o TechTudo

Reprodução/Samsung

A Samsung reduziu a produção de celulares Galaxy em uma de suas maiores fábricas, de acordo com matéria publicada nesta quinta-feira (4) pela agência de notícias Reuters. Segundo o texto, as redes de varejo estavam com estoque acumulado, levando a marca a diminuir a fabricação e o fornecimento. O movimento de redução, que reforça os rumores de quedas nas vendas da gigante sul-coreana, corresponde ao ritmo do mercado, que se encontra em recessão econômica causada pela pandemia da Covid-19.

Vale lembrar que, apesar disso, a rival Apple vai na direção oposta à da maioria do mercado, quebrando recordes de vendas. Uma pesquisa feita em janeiro deste ano pela empresa de consultoria Canalys revelou que o lançamento do iPhone 13 impulsionou as vendas da empresa da maçã e ajudou a valorizar a marca no mercado.

Jornada reduzida implica na diminuição de telefones produzidos pela unidade — Foto: Divulgação/Samsung

Já a unidade de fabricação da Samsung em Taiwan adotou a redução da jornada em algumas linhas. Se antes os funcionários trabalhavam seis dias, agora eles vão à fábrica de três a quatro vezes na semana, de acordo com os relatos dos próprios operários entrevistados pela agência de notícias britânica. A baixa produção, segundo eles, nunca atingiu esse patamar — mesmo em épocas de baixa temporada.

Na contramão das estatísticas expostas pela Reuters, a Samsung afirma que as expectativas para o segundo semestre são de que as vendas fiquem estáveis ou até aumentem um dígito. Quando questionados sobre a produção do Vietnã, a gigante sul-coreana disse que não discutiu sobre as produções do polo na teleconferência de resultados, realizada na semana passada.

A fábrica vietnamita é responsável por produzir uma grande parte dos telefones comercializados pela empresa. Para se ter uma ideia, o polo em questão chega a contribuir com 100 milhões de aparelhos, ao passo que o número total de vendas da marca alcança os 270 milhões.

Galaxy S22 e Galaxy S22 Plus foram alguns dos principais lançamentos da Samsung em 2022 — Foto: Thássius Veloso/TechTudo

Entre as preocupações dos trabalhadores, está o corte de empregos. Por enquanto, a Samsung não deu pistas sobre essa possibilidade, embora a redução de jornada e, consequentemente, do salário, já faça parte da dinâmica dos funcionários. Empresas como PayPal, Microsoft e Netflix aderiram à onda de cortes no quadro de colaboradores, uma vez que o cenário econômico mundial tem contribuído para recessões nos mais diversos setores.

Com informações de Reuters e SamMobile

Mais do TechTudo