Internet

24/01/2011 09h57 - Atualizado em 14/07/2011 07h06

Ativista descobre novas provas contra Google no processo da Oracle

Rafael Silva
por
Do Tecnoblog

Em janeiro do ano passado a Oracle comprou a Sun Microsystens. Em agosto do mesmo ano, a Google começou a ser processada pela Oracle por ter infringido os direitos autorais do Java, ao usar parte dos arquivos e do código-fonte da plataforma no projeto do Android. Na época da abertura do processo, a Oracle apresentou diversas provas de que a infração estava acontecendo, e essa semana, novas evidências da infração foram encontradas.

Google não assume que usou o código-fonte do Java (Foto: Arte)Google não assume o usou do código-fonte do Java

O responsável pela descoberta a favor da Oracle foi Florian Mueller, ativista de propriedade intelectual e autor do blog Foss Patents. Mueller, que está acompanhando de perto o processo, fez uma análise profunda das provas apresentadas e descobriu ainda mais arquivos com código-fonte copiado.

Mueller garante que ao menos 43 arquivos no código-fonte do Android foram copiados completamente. Tais arquivos estão presentes tanto no código-fonte do Froyo (Android 2.2) quanto no do Gingerbread (Android 2.3) e estão relacionados com a API de mídia presente no Sun Java Wireless Toolkit, código para o qual a gigante da web não tem licença para distribuir, como estão fazendo agora.

Ao que parece, os advogados da Google terão bastante trabalho pela frente. Ou não, se a Google decidir fazer um acordo fora do tribunal, jogando bastante dinheiro no colo da Oracle; como já aconteceu em processos anteriores.

Via Engadget.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares