31/01/2011 19h24 - Atualizado em 14/07/2011 07h05

Chega ao fim a Global Game Jam 2011. Confira o saldo de jogos do Brasil

Rafael Monteiro
por
Para o TechTudo

Esse Domingo, 30 de Janeiro, foi o final da Global Game Jam 2011, evento de criação de jogos que mobilizou desenvolvedores de vários cantos do planeta, incluindo o Brasil.

A Global Game Jam é um evento anual organizado pela IGDA, Associação Internacional de Desenvolvedores de Jogos que começou em 2009, inspirada pela Nordic Game Jam e popularizada pela Indie Game Jam. No evento, criadores se juntam para fazer jogos em um tempo extremamente limitado, visando trazer soluções criativas para compensar a falta de recursos.


O evento teve início na Sexta-Feira, dia 28 de Janeiro, às 17 horas. Os participantes tiveram por volta de 48 horas para criarem seus jogos. Houve uma apresentação no início do evento, contando com ninguém menos que Keita Takahashi, criador da série Katamari Damacy e recentemente Noby Noby Boy. A apresentação dele começa aos 8:35 do vídeo.

Um elemento que diminuiu as 48 horas foram as dicas do time de veteranos do evento, como por exemplo: “Trabalhar sem parar não torna você mais produtivo” e este pequeno ciclo de ações para desenvolver os jogos: Durma. Coma. Tome banho. Trabalhe. Repita. Logo após a apresentação foi fornecido o tema desse ano: Extinção. Parecia o tema adequado em meio ao alarde sobre catástrofes naturais no mundo e aquecimento global.

pandas x mayas (Foto: Divulgação)Pandas Vs Mayas (Foto: Divulgação)

Foram mais de 6500 participantes, quase 1500 jogos criados, vindos de 173 localidades de 44 países diferentes. Desse montante, 55 jogos foram criados por 11 equipes do Brasil, sendo a mais produtiva a PUCPR de Curitiba, responsável por nada menos que 20 jogos, entre eles, Pandas vs Mayas.

Todos os jogos são armazenados pelo site oficial do evento e ficam disponíveis para baixar, jogar e em muitos casos, estudar, oferecendo o código fonte para quem tiver interesse. Você pode encontrar os jogos desse ano, neste link.

Os criadores podiam ganhar “Conquistas“, ou “Achievements“, por produzirem certos tipos de jogos. Alguns dos mais interessantes eram:

“De Volta à Velha Guarda” – Produzir um jogo com tela de 160x144, permitindo apenas uma palheta de quatro cores do mesmo tom e o tamanho total do jogo não poderia ultrapassar 1 MB.

“Ambas as mãos amarradas nas costas” – Reservado para aqueles que desenvolvessem jogos que não deveriam ser jogados com as mãos.

“Jogo para casais” – Por produzir um jogo que só fizesse sentido se jogado pelo jogador em conjunto com seu par romântico.

Mas obviamente nem tudo foi trabalho durante o evento. Para relaxar os participantes fizeram este vídeo encenando uma partida de Frogger na vida real em Stop Motion.


Abaixo uma lista das equipes brasileiras que participaram do evento:

PUCPR Curitiba
Bruno Campagnolo de Paula

Panela Games – São Paulo
Rafael Fernandes

IGDA – Rio de Janeiro
Douglas Madeira / Jamerson Barreto

Seven Game – Rio de Janeiro
Douglas Madeira/Jamerson Barreto

Riachuelo Game Labs – Rio de Janeiro
Antonio Marcelo

IFET Sudeste-MG – Rio Pomba
Alex F. V. Machado

IGDA Recife – C.E.S.A.R. – Recife
Alvaro Cavalcanti

Fatec São Caetano do Sul
Alan Carvalho

FATEC Carapicuíba
Alvaro Gabriele Rodrigues

Cappen – Pernambuco – Recife
Augusto Vilarim

Vila Jammers – Pernambuco – Recife
Frank Malcher

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares