19/01/2011 16h57 - Atualizado em 14/07/2011 07h06

Estrutura da Campus Party 2011 deixa campuseiros na mão

Pedro Cardoso
por
Para o TechTudo

Além das constantes filas para entrar e sair do pavilhão principal do Centro de Exposições Imigrantes, onde acontece a Campus Party Brasil 2011, o evento, que acontece até domingo, tem apresentado uma série de problemas de estrutura e logística.

As filas foram um dos primeiros problemas enfrentados pelos 'campuseiros' (Foto: Reprodução)As filas foram um dos primeiros problemas enfrentados pelos 'campuseiros' (Foto: Reprodução)

Na madrugada desta terça-feira os campuseiros enfrentaram a primeira queda de energia. O feito voltou a acontecer no final da tarde do mesmo dia, quando todo o local ficou sem eletricidade por aproximadamente uma hora.

Durante os minutos de breu, vários campuseiros fizeram protestos bem-humorados, gritando o nome da empresa de internet concorrente à patrocinadora do evento. Alguns jovens colocaram camisas no rosto, como se fossem guerrilheiros, enquanto outros gritavam palavras de ordem e circulavam pelo local com frases de protesto nas telas de seus notebooks.

Como já se tornou comum no Twitter, no mesmo momento várias pessoas postaram boatos, dizendo que a organização não deixava ninguém sair naquele momento. Outros diziam que a previsão de voltar a energia elétrica era de 4 horas.

Neste momento, a segurança passou a conferir a identificação dos equipamentos de quem saía manualmente, iluminados por lanternas, o que fez com que a fila de saída aumentasse bastante.

A organização afirmou que o problema foi da rede da Eletropaulo, e depois, no palco principal, fizeram a mea culpa por não ter antecipado a locação de geradores. Como nas outras edições, o prometido é que os campuseiros tenham acesso à conexão de 10 Gbps, água encanada, energia elétrica e bastante espaço para todos os seus apetrechos tecnológicos.

Problema com internet

Com a energia elétrica restaurada e os geradores prometidos pela organização, todos os campuseiros pensavam que não haveria mais problema. Só que nesta quarta-feira, pela manhã, a internet de 10 Gbps resolveu "pregar uma peça". Diversas pessoas não conseguiam se conectar na rede, e poucos pontos de acesso que funcionavam com estabilidade.

De acordo com a apuração de alguns deles, foi constatado que o servidor DHCP interno (responsável por fornecer endereços de IP) do evento ficou indisponível por alguns minutos. Com isso, os computadores que já estavam conectados conseguiam acessar a internet sem problemas, mas caso algum novo equipamento fosse conectado, o acesso não seria concedido.

O problema, no entanto, afetou a todos, criando uma verdadeira loteria de pontos de acesso. E mesmo quando se conseguia acesso, logo a conexão caía ou ficava lenta. A situação se normalizou por volta das 12h.

Praça de alimentação

Diferentemente dos outros anos, a praça de alimentação está posicionada no extremo oposto da área principal, onde ficam concentrados os campuseiros. Por conta disso, é necessário que os visitantes saiam do pavilhão para acessar uma área externa improvisada, coberta apenas por uma lona. Pela falta de ventilação adequada e por conta dos fornos das lanchonetes presentes, o local acaba ficando com um "calor insuportável", frase bastante ouvida nas filas.

Continue acompanhando as surpresas da Campus Party Brasil 2011 aqui, no TechTudo.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares