Tablet

18/01/2011 10h35 - Atualizado em 14/07/2011 07h06

RIM concorda em bloquear conteúdo pornô

Thássius Veloso
por
Do Tecnoblog

A Research In Motion não deve estar muito feliz com as autoridades indonésias. Depois de muita discussão, a empresa concordou (ou foi obrigada a concordar, vai saber...) em fazer uma censura prévia do conteúdo que é visualizado pelos cidadãos daquele país. Os bons tempos de acesso livre a páginas “adultas” estão com os dias contados.

BlackBerry Bold (Foto: Divulgação)BlackBerry Bold (Foto: Divulgação)

Essa ordem para bloquear pornografia já havia sido dada pelo equivalente ao nosso Ministério das Comunicações, com prazo máximo em 21 de janeiro. Até agora, nem sinal de que os aparelhos BlackBerry receberão o bloqueio, mas a RIM garante que está trabalhando numa forma de tornar essa censura viável.

Não é de hoje que empresas multinacionais precisam se adaptar às legislações locais, mas o caso da RIM na Indonésia é bastante curioso. Para início de conversa, a empresa de pronto concordou em instalar servidores naquele país, o que facilitaria uma revista, sem qualquer chance de garantir a privacidade dos usuários. Além disso – e essa é a parte mais estranha –, faz tempo que a RIM não recolhe impostos para o governo indonésio, ainda que fature 250 milhões de dólares por ano lá.

Esse caso lembra do o Google, que inicialmente concordou com as regras para operar na China, uma vez que esse mercado é simplesmente gigantesco. Depois de um tempo, colocou-se contra qualquer tipo de censura, causando uma crise diplomática entre Estados Unidos e a ditadura. Por fim, deu início a uma gambiarra que faz com que os usuários do site chinês do Google vão parar na versão para Hong Kong, que não passa pelo crivo do regime.

Ainda bem que, pelo menos na defesa das liberdades individuais e da livre circulação de informações, as instituições brasileiras seguem num bom caminho. É o que os brasileiros merecem depois de tantos num regime de exceção.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares