Video game

22/02/2011 12h55 - Atualizado em 14/07/2011 07h02

Marvel Versus Capcom 3: passatempo ou esporte eletrônico?

Ingo Müller
por
Para o TechTudo

Marvel Versus Capcom 3 chegou aos consoles da Sony e Microsoft entregando tudo o que os jogadores aguardaram nos últimos 10 anos: personagens remodelados, lutadores novos, especiais exagerados e combos extensos. Até a jogabilidade, que despertava desconfianças graças ao sistema remodelado com três botões de ataque e um pop up, caiu no gosto do público.

marvel x capcom 3 (Foto: Divulgação)Marvel x Capcom 3 (Foto: Divulgação)

Porém, será que o sistema que agrada a massa dos jogadores também serve para partidas profissionais? Teria Marvel Versus Capcom 3 potencial para virar um novo esporte eletrônico, ou o jogo acabaria restrito a escaramuças descompromissadas entre amigos?

Por hora, Marvel tem duas falhas crucias, que podem atrasar sua evolução enquanto esporte: apesar do sucesso do jogo, ainda é complicado encontrar adversários para uma partida on line – e quando você consegue oponente, ainda precisa conviver com um lag incompatível com o dinamismo de qualquer jogo de luta.

Felizmente a Capcom anunciou que está pensando em soluções para este problema, visto que a interação entre jogadores de diferentes países é fundamental para o crescimento do jogo.

Outra questão importante é que MvC3 saiu direto para os consoles. Isto pode não fazer tanta diferença aqui no Brasil, mas no oriente, onde ainda existe a cultura de se jogar em fliperamas, a ausência de uma máquina dedicada pode levar a um desinteresse pelo jogo em detrimento de outros lançamentos – como Tekken Tag, que promete uma série de novidades no arcade.

mrvel (Foto: Divulgação)Marvel X Capcom 3 (Foto: Divulgação)

 

Considerando que os melhores jogadores de Marvel versus Capcom 2 vieram da terra do sol nascente, a perda de jogadores japoneses em competições de jogos de luta seria como ver uma copa do mundo sem a seleção brasileira. Mas este é um cenário fatalista, até porque é bem provável que Capcom anuncie uma nova versão exclusiva para os fliperamas, como foi feito com Super Street Fighter IV.

Apesar destes contratempos, o fato é que o novo título da série versus tem tudo o que um game competitivo necessita: personagens balanceados e jogabilidade simples, sem ser simplória; fácil de aprender, mas complicada de dominar – tanto que caiu no gosto das feras de Marvel Versus Capcom 2. Em entrevista ao G4, o craque Justin Wong manifestou seu desejo de ver o novo game nas competições:

“Eu gosto bastante de jogar o game e adoraria ir a quantos torneios forem possíveis. Eu espero que o jogo se torne grande, e que tenha vários prêmios em dinheiro [nas competições]”, disse Wong, que não conteve elogios ao falar do título: “É um jogo tão bonito que eu consigo vê-lo atraindo muita atenção dos espectadores”.

Com um lobby desses, só podemos acreditar que MvC3 irá ter tanto destaque quanto seu predecessor, com jogadores top se engalfinhando em partidas frenéticas que ecoarão pelos canais de vídeo na internet por muito tempo. E se você quiser fazer parte deste seleto grupo de atletas digitais, é bom ir se preparando: o EVO de 2011 será no mês de julho, e não será surpresa se o caçula da série versus fizer sua estréia na competição.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares