Tablet

01/02/2011 17h42 - Atualizado em 14/07/2011 07h05

Motorola usa comercial para alfinetar a Apple

Thássius Veloso
por
Do Tecnoblog

Momento mais esperado do mercado publicitário americano, o Superbowl normalmente serve de estreia para grandes comerciais, que custaram milhões de dólares. A transmissão televisiva já contou com patrocínio da Apple, mas ao que tudo indica vai ser a Motorola quem vai alfinetar a concorrente no próximo evento.

Comercial da Motorola provoca Apple (Foto: Reprodução)Comercial da Motorola provoca Apple (Foto: Reprodução)

A grande final da Superbowl, marcada para 6 de fevereiro, contará com um novíssimo comercial que a gigante dos dispositivos móveis ainda não revelou totalmente. O teaser, no entanto, mostra que podemos esperar algo impactante. Veja só:


Logo de cara, temos um contador voltando de 2011 lá para 1984. A mensagem “2011 se assemelha muito a 1984” deixa evidente que é uma referência ao famoso comercial “1984”, que a Apple exibiu também em um Superbowl, já há algumas décadas.

“Uma autoridade. Um design. Uma forma de trabalhar”, afirmam os textos seguintes. Não precisa ser expert para entender que a Motorola critica a Apple, atual “autoridade” em dispositivos móveis – em especial os tablets – que oferece apenas “um design” e cuja filosofia é realmente “uma forma de trabalhar”. Em outras palavras, a Apple poderia ser considerada um monopólio.

Criticando o ecossistema criado por Steve Jobs, a Motorola afirma que “chegou a hora de ter mais opções”. Em seguida vêm as especificações técnicas do Xoom, o futuro tablet da empresa que já foi anunciado, mas ainda não começou a ser vendido.

O jeito é aguardar para que comercial seja veiculado. Será que mais alfinetadas estão a caminho? E o melhor: será que a Apple vai responde-las à altura?

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares