Tablet

14/02/2011 12h41 - Atualizado em 14/07/2011 07h03

Sistema MeeGo em tablet da Intel ainda se mostra incompleto

Bruno do Amaral
por
Para o TechTudo

A Intel reapresentou na manhã desta segunda-feira (14) no Mobile World Congress 2011 o seu tablet equipado com o sistema operacional MeeGo. O problema é que o software apresentado em Barcelona, na Espanha, não teve mudanças muito aparentes desde que foi mostrado ao público em junho do ano passado, o que significa que ainda há muito chão para percorrer até chegar ao consumidor.

Outro agravante: se você lembrar que a Nokia recentemente preteriu o MeeGo em favor ao Windows Phone 7, dá para perceber mesmo que o momento não é muito bom para o sistema. Apesar de a Intel ter afirmado que trabalhou mais nos códigos do software do que em sua aparência, a impressão é que o OS não passou sequer da fase Alpha de desenvolvimento.

MeeGo rodando no ExoPC (Foto: Reprodução: Engadget)MeeGo rodando no ExoPC (Foto: Reprodução do Engadget)

 

A interface lembra a dos cartões do WebOS (presente no HP TouchPad), mas ainda sem muitos recursos, como o toque múltiplo. Isso prejudica também a navegação, já que ainda não é possível utilizar o gesto de “pinça” para aplicar um zoom. Para aproximar a tela, a única solução é aplicar dois toques rápidos, o que se mostra impreciso e desconfortável em qualquer smartphone, ainda mais em um tablet.

Falando em navegação, o browser é baseado no Chromium, código-fonte aberto do Google no qual o próprio Chrome é baseado. Mas a falta do multitouch e a renderização lenta das páginas da web garantem uma experiência ainda frustrante.

A Intel garante que o toque múltiplo será implementado no futuro, além do recurso Swype para digitação rápida (presente também no Galaxy Tab). Outra promessa é a plataforma AppUp para levar aplicativos ao MeeGo. Problema é que sem o apoio integral da Nokia, o sistema não deve contar com grande adesão de desenvolvedoras, e isso pode decretar o sucesso ou fracasso do aparelho.

O sistema apresentado na MWC rodava no tablet ExoPC, lançado originalmente em outubro passado com o Windows 7. O aparelho possui tela capacitiva de 11,6 polegadas com resolução de 1366 x 768 pixels, memória RAM de 2 GB, processador Intel Atom N450 de 1,6 GHz e 32 GB de armazenamento, além de saída HDMI e streaming de vídeo em 720p e 1080p.

Se nem uma configuração robusta como essa ajudou muito o MeeGo, a Intel acabou deixando bem claro o quanto ainda falta para finalizar o sistema. Não é a toa que não há sequer previsão de lançamento de equipamento algum carregado com o OS, que deverá voltar a aparecer em futuros eventos de tecnologia durante o ano, como a Computex, em junho em Taipei, Taiwan. Vamos acompanhar para ver se finalmente haverá alguma evolução real.

Via Engadget

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares