07/02/2011 16h56 - Atualizado em 09/07/2013 11h53

Top 10: Melhores jogos baseados em desenhos

Rafael Monteiro
por
Para o TechTudo

Jogos baseados em desenhos animados eram uma grande febre nos anos 90. O que de certa forma é uma pena, pois os videogames perderam a grande era de ouro dos desenhos animados nos anos 80. Nunca vimos jogos baseados em clássicos como Thundercats ou Caverna do Dragão, um verdadeiro trauma para uma geração.

Mas a vida continua e grandes jogos baseados em desenhos surgiram, às vezes de onde menos se esperava. Na verdade, tantos grandes jogos que foi necessário separar da lista duas categorias que possuem tantos bons jogos que tomariam-na quase toda: desenhos da Disney e desenhos japoneses, ou animes, se preferir. Estes terão seus próprios Tops separados.

Um movimento interessante de se observar no mercado é que até os 16 Bits, com o Super Nntendo e o Mega Drive, não víamos uma clara divisão por classificação etária, jogos baseados em desenhos eram feitos para todas as idades, e eram bons. Logo depois a indústria aplica uma maturização forçada nas épocas do PlayStation 1 e 2 e jogos baseados em desenhos passam a ser em maioria produtos de baixa qualidade para crianças.

Assim a lista ficou muito mais concentrada nas primeiras gerações, onde estavam os melhores jogos. Sem mais delongas, os 10 melhores jogos baseados em desenhos animados:

10 – Pirates of the Dark Water (Piratas das Águas Sombrias) (Super Nintendo)

pirates (Foto: Divulgação)Pirates of the Dark Water (Foto: Divulgação)

Em um mundo de piratas, uma misteriosa substância chamada “Água Sombria” habitava os oceanos e os heróis Ren, Ioz e Tula navegavam em uma corrida contra os vilões para encontrar os Treze Tesouros que baniriam esse mal. Mas muita gente só teve acesso à primeira temporada aqui no Brasil, então devem pensar que as Águas Sombrias venceram.

Baseado nessa primeira temporada, tivemos um ótimo jogo para o Super Nintendo, um Beat’em Up misturando elementos de ação e plataforma conforme um ou dois jogadores iam avançando, jogando inimigos em buracos (e caindo nesses mesmos buracos), em busca de metade dos Treze Tesouros. Sim, o jogo acabava pela metade, isso irritava, mas não estragava todo o resto. Havia também uma versão para o Mega Drive, totalmente diferente e não tão boa.

9 – Harvey Birdman, Attorney at Law (Harvey, O Advogado) (Wii , PS2, PSP)

harley (Foto: Divulgação)Cena de Harley (Foto: Divulgação)

Série de humor do Cartoon Network, mais precisamente do bloco Adult Swim, Harvey é ninguém menos que o Homem-Pássaro, herói dos anos 70 dos estúdios Hanna-Barbera, convertido em advogado para tratar de casos judiciais estranhos de outros personagens, como Scooby-Doo, Fred Flintstone, entre outros.

O jogo é desenvolvido pela Capcom e pega emprestada toda a estrutura de outro jogo da empresa, Phoenix Wright: Ace Attorney. Você pressionará testemunhas, apontará furos em suas declarações, apresentará evidências, tudo com um humor totalmente fiel ao desenho. Controlar Harvey é como participar de um episódio interativo do programa.

8 – Smurf: Rescue in Gargamel’s Castle (Atari 2600, ColecoVision)

smurfs (Foto: Divulgação)The Smurfs (Foto: Divulgação)

Todos conhecem as criaturinhas azuis (não, não é Avatar) que foram sensação com um desenho nos anos 80, apesar de sua origem datar de bem antes. No geral, os Smurfs eram bem pacíficos e pouco aventureiros, mas por serem muito pequenos, viviam em problemas diversos por conta disso. Havia ainda o vilão Gargamel que desejava encontrar a vila deles e cozinhá-los.

Se você tinha um ColecoVision, teve acesso a uma versão melhorada do jogo, mas a maioria jogava e adorava a boa e velha versão do Atari 2600. Smurfete, a única representante feminina da tribo dos Smurfs, era raptada e cabia ao jogador se aventurar até o castelo de Gargamel para resgatá-la. Como muitos jogos da época, não havia um final, tudo se repetia, com o castelo ficando cada vez mais longe e o caminho mais perigoso.

7 – Avatar: The Last Airbender (PS2, GC, Xbox, Wii, GBA, DS, PSP, PC)

avatar (Foto: Divulgação)Avatar (Foto: Divulgação)

Após gastar a piada de Avatar com os Smurfs, o que sobra para explicar a confusão de nomes? Não, este não é o filme de James Cameron, mas uma produção da Nickelodeon, com jeitão de anime, que conta a história de Aang, o Avatar, controlador de todos os elementos, e como junto com seus amigos ele tenta impedir que a Nação do Fogo domine o mundo.

Muitos jogos baseados no desenho foram feitos, mas essa primeira versão conseguiu algo admirável, um combo de 3 Hits! Além da versão para consoles e PSP, que é um bom RPG misturado com aventura, ele ainda emplacou um ótimo RPG de ação no Nintendo DS e um bom jogo de aventura no GameBoy Advance. Foram três bons jogos que contaram essa etapa inicial da aventura até que a qualidade das sequências caiu um pouco.

6 – Tom & Jerry: The Movie (Master System)

Tom & Jerry (Foto: Divulgação)Tom & Jerry (Foto: Divulgação)

Difícil encontrar alguém que não conheça Tom & Jerry, desenho sobre a eterna rivalidade entre o gato Tom e o rato Jerry (e às vezes o cão Spike). Foi um dos pioneiros da violência cartunizada, onde não era pouco comum Tom ser atingido com objetos pesados, escalpelado por algo cortante ou simplesmente incendiado para diversão de Jerry.

Você jogava com Tom e sentia tudo isso na pele tentando capturar o ratinho por uma verdadeira pista de obstáculos. Ele era menor e mais rápido, tornando-se bem difícil de acompanhar. Sempre que o jogador saía correndo sem cuidado, alguma coisa terrível acontecia ao bichano. E convenhamos, era cada vez mais divertido.

5 – Tiny Toon Adventures: ACME All-Stars (Mega Drive)

Tiny Toon Adventure (Foto: Divulgação)Tiny Toon Adventure (Foto: Divulgação)

A exibição de Tiny Toons marcou a geração passada de desenhos animados. Era como a segunda geração dos Looney Tunes. A história se passava na Universidade ACME, onde personagens como Pernalonga, Patolino, Gaguinho, Frangolino, eram professores de jovens que queriam seguir a mesma carreira, como os coelhos Perninha e Lilica (não eram parentes), o carismático Plucky Duck e o porco Presuntinho.

Os personagens tiveram um punhado de jogos, mas este em especial vinha de uma onda relativamente recente na época, começada por Super Mario Kart, de esportes com mascotes e intervenções inesperadas mais voltadas para a diversão e menos para a competição. Os Tiny Toons competiam principalmente em futebol e basquete, além de ter alguns minigames a mais.

4 – Biker Mice from Mars (Esquadrão Marte) (Super Nintendo)

Bike Mice from Mars (Foto: Divulgação)Bike Mice from Mars (Foto: Divulgação)

Este foi um desenho que apesar de fazer algum sucesso, não foi particularmente marcante. Os ratos alienígenas Todd, Brad e Vinnie tinham o tamanho de humanos e eram motoqueiros de primeira linha. Os três, com ajuda da mecânica humana Charley, lutavam contra a mesma invasão alienígena que dizimou a população de Marte, liderada em Chicago por Lawrence Bolacha e seus comparsas, Bandalha, Dr. Cérebro e o mutante Fred.

Se por um lado o desenho não foi lá grande coisa, por outro o jogo foi muito bom! Era um game de corrida em que cada rato pilotava suas motos, além dos vilões e seus carros, em visão isométrica e com direito a armas no meio da disputa. Havia modos somente para corridas e outros em que você podia literalmente eliminar a competição. Entre uma corrida e outra você melhorava o desempenho do seu veículo na garagem de Charley com dinheiro ganho por vencer corridas ou destruir seus adversários.

3 – The Simpsons (Arcade)

The Simpsons (Foto: Divulgação)The Simpsons (Foto: Divulgação)

Os Simpsons são a família mais conhecida de todos os tempos e sem surpresa alguma continuam no ar até hoje. É praticamente impossível encontrar alguém que não conheça as desventuras de Homer, Marge, Bart, Lisa e Maggie, que começaram com problemas de família comuns e eventualmente se tornaram uma paródia de tudo que existia. Incluindo o controverso episódio sobre o Brasil.

Eles eram uma certeza nessa lista, difícil mesmo era descobrir qual o melhor jogo deles. Recentemente tivemos o razoável The Simpsons: The Movie e não tão recente, o bom The Simpsons: Hit & Run, para não mencionar alguns divertidos títulos dos 16 Bits como Bart’s Nightmare e Virtual Bart, além dos clássicos mais antigos como Bart vs. The Space Mutants.

Mas nenhum deles superava o bom e velho jogo de fliperama dos Simpsons. A maioria dos jogos explorava muito Bart, que era o personagem mais popular, mas aqui quatro jogadores poderiam se juntar, cada um com um membro da família, lutando contra o Sr. Burns e seus capangas em um Beat’em Up divertidíssimo para resgatar a bebê Maggie. Algo bem incomum no gênero é que dois jogadores podiam se unir e causar mais dano com movimentos especiais. Homer por exemplo, colocava Bart nas costas e ambos golpeavam juntos.


2 – Wacky Races (Corrida Maluca) (Dreamcast)

wacky racer (Foto: Divulgação)Wacky Racer (Foto: Divulgação)

Aqui estão agora os volantes mais birutas do mundo para realizar mais uma Corrida Maluca! Quem não se lembra dessa apresentação? Corrida Maluca foi o berço de alguns personagens que povoam a mente das pessoas até hoje. Peter Perfeito, Penélope Charmosa, a Quadrilha de Morte, Dick Vigarista e seu parceiro Mutley, todos figuras marcantes que faziam cada episódio parecer uma corrida de verdade.

Em épocas que a Nintendo não estava indo muito bem no ramo dos consoles, quem não tinha um videogame da empresa japonesa, ainda sentia falta de alguns jogos específicos e um deles era Mario Kart. Havia vários clones e um dos melhores era Wacky Races, por trazer toda a loucura de Mario Kart com os pilotos certos para o serviço.

O jogo tinha até uma dificuldade bem alta, porque para tentar derrotar Dick Vigarista, era necessário escapar de todos os truques sujos que ele sempre utilizava no desenho.


1 – Teenage Mutant Ninja Turtles (Tartarugas Ninjas) (Arcade)

Teenage Mutants Ninja (Foto: Divulgação)Teenage Mutant Ninja Turtles (Foto: Divulgação)

Facilmente um dos maiores fenômenos dos anos 80 e 90, as Tartarugas Ninjas, apesar do título original explicar tudo, eram quatro criaturas mutantes, do tamanho de seres humanos e treinados por um rato gigante chamado Splinter para serem ninjas. Claro que o desenho era para crianças, então ele misturava um pouco da disciplina das artes marciais com muito do pensamento jovem, aqui representado principalmente pelo vício dos heróis em pizza.

Tamanho fenômeno só poderia gerar uma coisa: jogos e mais jogos! Tudo começou com um jogo de aventura bem complicado pro Nintendo 8 Bits, mas assim como Os Simpsons, o jogo que melhor capturava o espírito da série estava nos fliperamas, com quatro jogadores ao mesmo tempo saindo por aí espancando capangas do vilão, Destruidor.

Provavelmente um dos jogos que popularizou o estilo de jogar com múltiplos jogadores cooperativamente, o fliperama das Tartarugas Ninjas não devia nada a clássicos mais pomposos como Golden Axe, Streets of Rage ou Final Fight.

Quer ganhar pontos e outras vantagens nos jogos, sem fazer esforço algum? Baixe Cheat Engine!

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares

  • Joacyr Lima
    2013-07-12T15:56:04

    Animanics pô, cadê? :s

  • Carlos Constantino
    2011-09-20T10:10:11

    Big Apple. 3 AM Cláaaaassico!!!

  • Alex Tiburcio
    2011-02-07T23:46:18

    Bom jogos, mas acho que faltou Tico e Teco. Jogo muito bom e que tem tudo haver com o Desenho.