03/02/2011 18h20 - Atualizado em 14/07/2011 07h04

Top 10: Melhores jogos baseados em filmes

Rafael Monteiro
por
Para o TechTudo

Há um grande estigma sobre jogos de filmes e como eles nunca são realmente bons, mas isso não é verdade para todos. Vamos admitir, é verdade para a maioria. Jogos de filmes vendem fácil porque o conteúdo é criado fora do jogo, então o valor que você vê nele veio de uma produção de Hollywood que gastou muito dinheiro pra você achá-la legal.

Quando comparamos com jogos que precisam criar seus próprios valores sozinhos, as coisas são bem mais difíceis e muitas vezes jogos de filmes se dão bem por isso. Claro que às vezes as produtoras são espertas e fazem jogos completamente baseados no conteúdo dos filmes, mas sem os nomes. Como Need for Speed Underground está para Velozes & Furiosos ou Call of Duty: Modern Warfare está para Falcão Negro em Perigo.

Há ainda jogos que não seguem as histórias dos filmes, mas as continuam, como o mais recente Ghostbusters (Caça-Fantasmas), virando um prato cheio pros fãs querendo passar por todo aquele universo, sem necessariamente reviver a mesma história do filme.

Por isso, separamos uma lista com os 10 jogos que conseguiram se destacar e realizar essa difícil proeza de serem tão bons quanto seus filmes, confira:

10 - Scarface: The World is Yours (PS2, Xbox, PC, Xbox360, Wii)
 

Scarface: The World is Yours (Foto: Divulgação)Scarface: The World is Yours (Foto: Divulgação)

Dirigido por Brian de Palma, este foi o filme que realmente colocou Al Pacino nos holofotes, como Tony Montana, um refugiado cubano que monta um verdadeiro império com base no tráfico de drogas.

Tão violento quanto o filme, o jogo é praticamente uma continuação, do exato ponto onde o personagem “morre”, contando como seria se ele tivesse sobrevivido, porém perdido seu império, cabendo ao jogador reconstruí-lo.

A perfeita ambientação do personagem no jogo, incluindo toda a atitude e os xingamentos, torna esta adaptação indispensável.

9 - Enter the Matrix (PS2, GC, Xbox, PC)
 

Enter the Matrix (Foto: Divulgação)Enter the Matrix (Foto: Divulgação)

Baseado na trilogia The Matrix dos irmãos Larry e Andy Wachowski, o jogo dividiu opiniões quando foi lançado, puxando fortes críticas da mídia especializada, enquanto ganhava popularidade com boa parte do público, o que acarretou na venda de mais de 5 milhões de cópias.

Um dos pontos de controvérsia é que o jogo era entrelaçado com os filmes The Matrix Reloaded e The Matrix Revolutions, e você não jogava com o heróis do filmes, Neo, mas com os coadjuvantes Ghost e Niobe, dois rebeldes que funcionavam como meras engrenagens no meio da história toda.

O jogo tinha lá seus defeitos técnicos, mas quando se estava correndo de um Agente, impossível de ser derrotado, você se sentia em dentro de Matrix e isso era o que realmente importava.

8 - Halloween (Atari 2600)

Haloween (Foto: Divulgação)Halloween (Foto: Divulgação)

Escrito e dirigido por John Carpenter e Debra Hill, o primeiro filme da série Halloween contava a história de Michael Meyers, paciente de um hospital psiquiátrico, que ao escapar começava a perseguir e matar as pessoas da cidade no dia de Halloween utilizando uma máscara branca no rosto. O filme ficou famoso no gênero ao lado de séries como Sexta-Feira 13 e A Hora do Pesadelo.

Mesmo com todas as limitações do Atari, o jogo dava muito medo. Você jogava com uma mulher, sozinha em uma casa, sendo que Michael Meyers podia aparecer com um facão a qualquer momento, tocando então a música tema do filme, aumentando a tensão. Caso te pegasse, o assassino degolava a moça que saía correndo como uma galinha ao ter a cabeça arrancada.

7 - Super Back to the Future II (De Volta para o Futuro) (SNES)

Super Back to The Future (Foto: Divulgação)Super Back to The Future (Foto: Divulgação)

Quando a série De Volta para o Futuro foi lançada, contava a história de Marty McFly, um rapaz que viajava no tempo com a máquina do Dr Emmet Brown e tinha que desfazer as alterações que ele próprio causara com sua viagem, enquanto ainda tentava mudar seu futuro.

Nessa época estávamos no Nintendo 8 Bits e o jogo lançado baseado no filme era bem ruim. Era um tema complicado de adaptar com aquela tecnologia. Depois entramos no Super Nintendo e os games baseados na franquia continuavam fracos demais.

Como tantos filmes, De Volta para o Futuro II ficaria sem uma boa representação nos videogames. Eis que de repente, exclusivamente no Japão (Ó Japão, o que faríamos sem ti?), foi lançado Super Back to the Future II, um jogo que seguia razoavelmente bem a história do filme e ainda era divertido.

6 - Batman Begins (PS2, GC, Xbox)
 

batman begins (Foto: Divulgação)Batman Begins (Foto: Divulgação)

Antes do triunfal Arkham Asylum, Batman já ensaiava seu retorno aos jogos de qualidade com Batman Begins, que contava as origens do herói morcegão e o colocava numa luta contra o Espantalho. Infelizmente a sequência, The Dark Knight, não teve um jogo oficial, então o mais perto que você vai chegar de jogar a história do filme, é com essa versão.

Um dos detalhes mais legais, provenientes da versão cinematográfica, era que todo o cuidado para ser sorrateiro, invisível e aterrorizante, não era uma coisa forçada. Se você fosse muito bom em colocar medo nos bandidos, a câmera mostraria a visão que eles tinham de você, um verdadeiro monstro aos olhos assustado.

5 - The Godfather: Blackhand Edition (O Poderoso Chefão) (PS2, Xbox, Xbox360, Wii, PC)

godfather (Foto: Divulgação)The Godfather (Foto: Divulgação)

A trilogia de Francis Ford Coppola conta a história da família Corleone, definidores da imagem que temos de mafiosos até os dias de hoje. Foi listado em 2008 pelo Instituto de Filmes Americano como o segundo melhor filme já feito, atrás somente de Cidadão Kane.

O jogo trouxe à vida todo o universo do filme, as rivalidades entre famílias, os “recados” dados através de atrocidades, a chantagem de negociantes por proteção, dentre tantos detalhes mais. Especialmente no Wii, a Blackhand Edition, ganhou uma jogabilidade incrível com o controle de movimento, sendo indiscutivelmente um dos melhores usos até hoje.

4 - Rogue Squadron II: Rogue Leader (GC)

  •  
top 10 filmes (Foto: Divulgação)Rogue Squadron II (Foto: Divulgação)

Star Wars era um jogo que não podia ficar de fora da lista. Apesar de alguns jogos ruins, a saga de Luke Skywalker contra o Império e todas as ramificações da história, geraram alguns grandes clássicos.

Rogue Squadron, série começada no Nintendo 64, atingiu um nível de qualidade sem igual pelas mãos da Factor 5 no GameCube. Mesmo sendo um dos jogos de lançamento, é até hoje um dos mais bonitos do console. Nenhum outro jogo passou a sensação de pilotar uma X Wing em meio a uma batalha espacial como Rogue Squadron II.

Esta posição poderia ter sido alcançada por LEGO Star Wars: The Complete Saga (Xbox360, Wii, PS3, PC), mas era meio injusto por ser uma coletânea de dois jogos contra um.

3 - Moonwalker (Mega Drive, Master System, Arcade)

Michael Jackson sempre estará conosco, essa idéia foi bem demonstrada no filme Moonwalker. Mais que uma celebridade, rei da dança e da música pop, Michael Jackson se tornou um ícone e apesar das piadas, tentava passar mensagens positivas às crianças, inclusive neste filme, contra gangues e drogas.

O jogo desenvolvido pela Sega foi a primeira vez que vimos uma celebridade sujar as próprias mãos como um herói de videogame. Tudo bem, Mike Tyson lutava em Punch Out, mas ele era um boxeador, Madonna nunca entrou em um jogo e saiu batendo em todo mundo.

Moonwalker era certeza de sucesso, combinando todo o carisma de Michael com suas músicas como trilha sonora, era facilmente o jogo com mais estilo dos 16 Bits e motivo de inveja para donos do Super Nintendo.

O prêmio vai para a pouco conhecida versão Arcade, com seu divertido modo cooperativo para três jogadores, mas dividimos com as igualmente fantásticas versões para o Mega Drive e Master System.


2 - Spider-man 2 (Homem Aranha 2)
(PS2, GC, Xbox)

Trazendo o confronto do Homem Aranha contra seu arqui-inimigo Doutor Octopus, Spider-Man 2 (o filme) foi um grande sucesso, apesar de predecessor de uma péssima sequência, mas essa é outra história. Mais uma vez o herói tinha que salvar a cidade enquanto tentava manter sua vida amorosa e pagar suas contas.

Assim como Batman, o cabeça de teia começou a ensaiar um retorno aos jogos de qualidade com a adaptação do seu primeiro filme, mas nada nos preparou para o que seria Spider-Man 2. A Activision estava numa época inspirada, que nos trouxe também X-Men Legends, onde ela realmente parecia interessada em saber o que fazia um jogo de super herói dar certo.

Spider-Man 2 foi o primeiro a tentar dar ao jogador a liberdade de jogos como Grand Theft Auto enquanto mantendo a nobreza do herói. Você podia se locomover por toda a cidade de Manhattan e as pessoas pediriam sua ajuda, cabendo a você a decisão de ajudá-las ou não.

A quantidade de conteúdo no jogo também era absurda. Além da história principal do filme, haviam dezenas de coisas diferentes a serem feitas. Você enfrentaria vilões como Rhyno, Shocker, Mysterio, conheceria Black Cat, ou simplesmente largaria tudo e para entregar pizza e recolher uma grana. Esse era o nível de liberdade do jogo que fazia você se sentir meio Homem Aranha meio Peter Parker.


1 - GoldenEye 007
(N64)

Previsível, não? Pode ser hoje em dia, mas na época que era lançado, quem diria que GoldenEye 007 se tornaria tamanho fenômeno? O filme era bastante comum, longe de estar entre os mais marcantes clássicos do agente secreto James Bond e facilmente superado pelos filmes posteriores.

Mas havia algo de especial. Mágica se quiser chamar. A Rare, desenvolvedora do jogo, conseguiu fazer uma adaptação de filme que era maior do que o próprio. Este é um fenômeno que nunca antes havia sido realizado. A história do filme é muito mal contada durante o jogo, até porque ninguém ligava muito.

As possibilidades levantadas faziam você se sentir James Bond do início ao fim. Às vezes sendo silencioso com sua PP7, outras reconhecendo a necessidade de fazer barulho, pegando uma AK-47 e correndo no meio do tiroteio. Para cada tipo de jogador havia um tipo de James Bond e a forma como os níveis de dificuldade adicionavam vários objetivos, aumentava a vontade de vencer as fases, dentro de certas condições, e adquirir novos itens extras.

GoldenEye 007 foi uma revolução nos jogos de tiro em primeira pessoa nos videogames, gênero antes que só se imaginava proveitoso nos computadores. Para não mencionar a excepcional inteligência artifical dos inimigos, algo sem precedentes nos jogos até então. Se hoje temos jogos como Halo ou Call of Duty no topo dos videogames, foi porque GoldenEye 007 mudou as regras.

E a cereja no topo ainda era o incrível modo multiplayer que sozinho fazia valer a compra de um Nintendo 64. Qualquer um que tocou no multiplayer desse jogo sabe que foram madrugadas e mais madrugadas de sono perdido em partidas com os amigos. GoldenEye 007 é até hoje um jogo sem igual.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares

  • Marcos Santos
    2012-02-18T03:34:13

    Quem dera que as adaptações de filmes fossem que nem 007 (N64)

  • João Junior
    2011-02-09T08:31:04

    Eu jogo GoldenEye até hj, realmente eh o melhor jogo baseado em filme.

  • LUCAS FAZZI
    2011-02-03T23:00:33

    Justo para o Goldeneye. Que jogão! Sem dúvida marcou época, daqueles jogos que entraram pra história. Melhor impossível. Aguardamos o remake.

  • RICARDO SANTOS
    2011-02-03T22:28:42

    Muito boa essa lista e muito bem lembrado o 007 Goldeneye como melhor jogo baseados em filmes.. Apesar de passar tanto tempo, ele ainda continua sendo um dos melhores jogos tiros já criados! Parabéns pela lista!