Video game

09/02/2011 17h27 - Atualizado em 14/07/2011 07h03

Top 10: O mais belos games com Unreal Engine 3

Dori Prata
por
Para o TechTudo

Desde que a atual geração de consoles começou, poucas empresas ganharam tanta força quanto a Epic Games. Mesmos sem ter lançado uma boa quantidade de títulos, o maior feito deles foi ter criado um kit de desenvolvimento que poderia ser adaptado facilmente de acordo com a necessidade do profissional que o estivesse usando, que poderia ser utilizado com qualquer gênero e seria capaz de gerar gráficos de ponta. Logo as outras produtoras perceberam isso e o mercado foi inundado por jogos feito com a Unreal Engine 3.

Sendo utilizada por algumas das maiores empresas do ramo, como Capcom, Activision, Sega, Electronic Arts e Square Enix, ela está por trás de uma enorme variedade de jogos e como muitos jogadores não sabem quais são eles, reunimos nessa lista alguns dos mais belos títulos feitos com a UE3.

Como nos jogos que ganharam continuação a melhora gráfica não foi tão expressiva, optamos por incluir aqui sempre o primeiro capítulo de cada franquia, mas isso não significa que eles devam ser menosprezado, ao contrário. Então, vamos aos escolhidos.

10 – Shadow Complex (Xbox 36)

 

Shadow Complex (Foto: Divulgação)Shadow Complex (Foto: Divulgação)

Desenvolvido pela Chair Entertainment, uma subsidiária da Epic Games, Shadow Complex foi lançado digitalmente apenas para o Xbox 360 e surpreendeu por mostrar um jogo com jogabilidade em duas dimensões usando a engine. Inspirado no livro Empire, de Orson Scott Card, o game é considerado uma espécie de Metroid dos tempos modernos e graficamente impressiona com seus cenários bastante detalhados, lindas explosões e ótima movimentação para os personagens.

9 – Mass Effect (Xbox 360, PC)
 

Mass Effect (Foto: Divulgação)Mass Effect (Foto: Divulgação)

Naves interestelares, alienígenas e a humanidade ameaçada. Tudo isso seria ideal para uma engine que começou voltada para os jogos de tiro em primeira pessoa, mas o Mass Effect é um RPG de ação e a BioWare mostrou que sua ópera espacial não poderia ter encontrado um motor melhor que a Unreal Engine 3. Repleto de estruturas metálicas e planetas com paisagens variadas, os gráficos brilham mesmo na hora de representar as expressões faciais dos personagens.

8 – Unreal Tournament 3 (Xbox 360, PC, Playstation 3)

Unreal Tournament 3 (Foto: Divulgação)Unreal Tournament 3 (Foto: Divulgação)

Escolhido como o garoto propaganda da engine, o visual do UT3 impressionou a todos quando foi lançado. Povoado basicamente por personagens musculosos e com cara de mau, o game era o presente ideal para todos que gostavam de jogos de ação repletos de tiroteios frenéticos, violência e armas enormes e dava indícios do que as produtoras poderiam fazer com um pouco de tempo para trabalhar e um motor gráfico tão poderoso quanto a UE3.

7 – Infinity Blade (iOS)

Infinity Blade (Foto: Divulgação)Infinity Blade (Foto: Divulgação)

Quando já estávamos acostumados com os gráficos da Unreal Engine 3 em nossos consoles e computadores, a Epic Games chocou o mundo ao mostrar que seria possível levar tal qualidade para os celulares. Os cenários medievais, as reluzentes armaduras e as texturas realistas ajudam a criar a imersão, mesmo em um título que é aproveitado em uma pequena tela. Se disséssemos há alguns anos que um dia jogaríamos algo tão bonito em um celular, seríamos taxados como loucos, mas a engine conseguiu tornar esse sonho realidade.

6 – Mirror’s Edge (Xbox 360, PC, Playstation 3)

Mirror’s Edge (Foto: Divulgação)Mirror’s Edge (Foto: Divulgação)

E se tratando de texturas, este talvez seja o mais pobre dos jogos da lista, mas o trabalho realizado pela DICE na direção artística nos entregou algo de encher os olhos. Praticamente todo feito com cores neutras, os trechos da cidade pintados em vermelho, verde ou azul funcionam como um oásis no deserto de um título feito basicamente de branco e cinza. Esta é a típica produção que mostra que não é preciso imagens fotorealistas para tornar um jogo bonito, cabendo apenas ao criadores saberem usar inteligentemente o estilo visual a seu favor.

5 – Borderlands (Xbox 360, PC, Playstation 3)

Borderlands (Foto: Divulgação)Borderlands (Foto: Divulgação)

Parecendo um desenho animado saído da cabeça perturbada do diretor de cinema Quentin Tarantino, a produção da Gearbox talvez seja o melhor exemplo de como a engine da Epic pode ser modificada. Longe de parecer realista, os gráficos do jogo conseguem chocar pela violência, mesmo sem efeitos de iluminação de ponta encontrados em outros jogos, mas sem nunca deixar de parecer bonito. O fabuloso e bizarro design dos personagens também ajuda neste processo.

4 – Batman: Arkham Asylum (Xbox 360, PC, Playstation 3)

Batman: Arkham Asylum (Foto: Divulgação)Batman: Arkham Asylum (Foto: Divulgação)

A primeira impressão ao entrarmos no hospício de Arkam controlando o Homem-Morcego é de estarmos diante de um belíssimo game, e felizmente isso é confirmado ao longo de toda a aventura. Mesmo estando recheado de trogloditas anabolizados, o game consegue apresentar um Coringa magricelo e uma linda e sensual Arlequina, acabando com o mito de que só de músculos vive a Unreal Engine 3.

Ao sairmos dos corredores estreitos da antiga construção encontramos uma vasta ilha para ser explorada e a todo momento somos surpreendidos com a beleza gráfica do jogo.

3 - Gears of War (Xbox 360, PC)
 

Gears of War  (Foto: Divulgação)Gears of War (Foto: Divulgação)

Tudo bem, visualmente o Gear of War não se diferencia muito do Unreal Tournament 3, com seus personagens brutamontes e inimigos assustadores, mas mesmo assim a saga estrelada por Marcus Fenix consegue ter personalidade e ser muito mais bonito que o seu co-irmão.

Talvez seja os cenários mais variados, os personagens carismáticos ou os imensos adversários como os Brumaks, mas o fato é que é quase impossível não se encantar com a grotesca beleza do jogo, suas texturas em alta definição e a destruição espalhada por todos os cantos.

2 – Enslaved: Odyssey to the West (Xbox 360, Playstation 3)

Enslaved: Odyssey to the West (Foto: Divulgação)Enslaved: Odyssey to the West (Foto: Divulgação)

Aqui a Ninja Theory mostra que é possível desenvolver um jogo bastante colorido utilizando a Unreal Engine 3 e os cenários pós-apocalípticos que mais parecem um pintura juntam-se aos personagens muitíssimo bem animados para entregar uma experiência marcante e única.

Parte desse esplendor se deve ao maciço investimento feito por eles na captura de movimentos e expressões faciais, mas se não houvesse uma ferramenta poderosa por trás e profissionais competentes que conseguissem unir harmoniosamente tantas cores, sem dúvida todo esse esforço seria perdido.

1 – Bioshock (Xbox 360, PC, Playstation 3)

Bioshock  (Foto: Divulgação)Bioshock (Foto: Divulgação)

Usar gráficos bastante coloridos para criar um jogo que tem a pretensão de assustar as pessoas não deve ser uma decisão de design fácil e exige uma excepcional direção artística, mas a Irrational Games acreditou que isso seria possível e conseguiu produzir um dos mais belos títulos dessa geração.

Todo passado no fundo do mar, era imprescindível que a água fosse retratada da melhor maneira possível e basta ver um pequeno vazamento em algum ponto dos inesquecível Rapture para ter certeza de que o trabalho foi bem feito.
 

Bioshock possui um estilo visual bem diferente dos demais jogos criados com a Unreal Engine 3 e talvez por isso seja uma surpresa para muitos saber que é ela o coração do game.
 

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares

  • Anderson Costa
    2011-02-09T18:08:47

    E o TOP 10 JOGOS PARA PC ? Quando sai ? Pois deveria ter esse ranking tb. Gostei desse top 10, e o Borderlands é muito viciante, ainda mais que dá pra colocar manha. kkkkkkkkk