01/03/2011 16h17 - Atualizado em 14/07/2011 07h00

As baterias dobráveis estão chegando

Bruno do Amaral
por
Para o TechTudo
Folha de grafeno (Foto: Reprodução)Folha de grafeno (Foto: Reprodução)

Não deve demorar muito para termos celulares dobráveis no bolso – ou nossa própria roupa atuando como um aparelho eletrônico. Cientistas sul-coreanos descobriram que a utilização de nanofolhas de grafeno permite construir baterias maleáveis, tornando tais equipamentos muito mais próximos do consumidor final.

O estudo, publicado no site da Royal Society of Chemistry, foi conduzido por uma equipe liderada por Kisuk Kang, do Instituto de Ciência e Tecnologia Avançadas da Coreia do Sul. Participou também Hiroyuki Nishide, especialista em polímeros funcionais com uso em eletrônicos da Universidade Waseda, do Japão.

A pesquisa sugere que a implementação de eletrônicos maleáveis só poderia ser completa com baterias que pudessem também ser dobráveis. Para isso, os cientistas precisaram encontrar um material com alta flexibilidade, mas com condutividade elétrica suficiente e vida útil adequada, diferentemente dos polímeros geralmente utilizados que acabam se degradando em temperaturas relativamente baixas.

A grande sacada foi desenvolver um eletrodo híbrido baseado em grafeno, produzindo uma bateria de lítio recarregável, mas capaz de ser flexionada. O material do cátodo, o V2O5, é imprensado entre a folha de grafeno coletora e outra folha do mesmo material banhada em lítio. Isso garante que a bateria seja leve e flexível, além de permitir vida útil semelhante aos dispositivos comuns, mas com possibilidade de melhorar bastante nesse aspecto.

Agora só resta aos fabricantes de hardware aproveitar a ideia para começarem a pensar em dispositivos com formatos mais ousados e sem a rigidez característica dos equipamentos eletrônicos de hoje. Quem sabe o iPad 5 possa ser enrolado para ficar do tamanho de um iPhone?

Via: RSC e Übergizmo

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares