23/03/2011 18h29 - Atualizado em 14/07/2011 06h58

Interestellar Marines compensa falta de originalidade com jogabilidade tática

Victor Alcaíde Teixeira
por
Para o TechTudo

Desde que Doom redefiniu os jogos de ação em 1993, a indústria de games vem utilizando um arquétipo de personagem recorrente nos jogos de tiro: o fuzileiro espacial, estereótipo ideal para os jogos em primeira pessoa onde você deve atirar primeiro e perguntar depois.

  •  
Interestellar Marines (Foto: Divulgação)Interestellar Marines (Foto: Divulgação)

Assim como várias gigantes do mercado, a produtora independente Zero Point Software também prepara um jogo utilizando este tipo protagonista, e o lugar comum acaba aí. Em desenvolvimento desde 2005, Interestellar Marines promete escrever o futuro dos jogos de tiro táticos, utilizando elementos familiares para qualquer apreciador de games.

O jogo se passa 13 anos após a humanidade começar a colonizar outros sistemas solares. Neste futuro, a Organização do Tratado Interestelar (Interestellar Treaty Organizatio, ITO, no original) opera mesclando as atividades de megacorporação e conselho de segurança da ONU.

Recém recrutados por esta corporação, os fuzileiros interestelares do título iniciam o jogo passando por um treinamento até conseguirem garantir sua vaga nas fileiras da corporação. Conquistando seu lugar, os protagonistas finalmente são mandados para a primeira missão real: explorar a estação espacial de pesquisa Xeno-13, que fica em um quadrante não catalogado do nosso sistema solar.

  •  
Interestellar Marines (Foto: Divulgação)Interestellar Marines (Foto: Divulgação)

A localização secreta da base tem um motivo: é lá que a ITO realiza experimentos com armas biológicas, semelhante à corporação Umbrella em Resident Evil. E, assim como na franquia da Capcom, os experimentos acabaram dando errado: um dos cientistas fica infectado por um vírus desconhecido e, para evitar maior contágio, a inteligência artificial que administra a base decreta quarentena, isolando a base do resto do mundo até a chegada dos marines.

Quando a ação começa, é hora de trabalhar em equipe. Pelo que a Zero Point divulgou, podemos traçar um paralelo da jogabilidade de Interestellar Marine com o gameplay de outros jogos de tiro bem conhecidos, como Left 4 Dead e Rainbow Six. Assim como este último, o jogador habilidades que precisam ser desenvolvidas ao longo do jogo.

Interestellar Marines (Foto: Divulgação)Interestellar Marines (Foto: Divulgação)

Estas habilidades envolvem vários conjuntos de perícias dos fuzileiros: ação direta, furtividade e abordagem tática. O time também pode aprimorar seu desempenho comprando upgrades em lojas que vendem armas, equipamentos e melhorias de atributos, que deixam o personagem mais rápido e letal.

Cada um dos objetivos do game pode ser cumprido de forma não linear, dando liberdade de escolha ao jogador. E os elementos de RPG não param por aí: assim como em Mass Effect, a interação social entre os fuzileiros também vai determinar a eficácia da equipe. E é bom que você se dê bem com seus colegas de trabalho, já que eles serão seus companheiros por algum tempo: a saga de Interestellar Marines deve ser uma trilogia. O primeiro jogo da série, First Contact, ainda não tem data prevista de lançamento.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares