Internet

31/03/2011 16h58 - Atualizado em 14/07/2011 06h56

Interface “flexível” usada em testes no Google Maps

Renato Galisteu
por
Para o TechTudo
Tela flexível sensível ao toque (Foto: Reprodução)Tela flexível sensível ao toque (Foto: Reprodução)

Já pensou em uma tela touchscreen elástica? Essa foi uma das ideias apresentadas durante o Interaction 2011, por pesquisadores da Universidade de Osaka, no Japão. A ideia da tela é poder ter acesso a todo o conteúdo exposto na tela, sem perder referências devido ao zoom ou por ter arrastado a imagem de um lado para o outro.

Durante a apresentação da tela flexível, os pesquisadores utilizaram o Google Maps como exemplo de interatividade da tecnologia por trás de toda a mágica da tela. Ao invés de puxar e empurrar, com essa tecnologia o usuário é capaz de dar uma espécie de scroll na imagem, ganhando a capacidade de observar todo o conteúdo da tela.

A ideia dos desenvolvedores é vender esse projeto para empresas como a Apple, que revolucionou o mercado com o iPod e iPhone, quando lançou aquele método diferenciado de visualização. Um ponto a mais para ser analisado e incluído nos próximos projetos de celulares que brigam pela pole position do mercado touchscreen.

Com o software integrado aos gadgets, os usuários poderão ampliar as imagens, sem perder detalhes de navegação, dar duplo cliques ou simplesmente visualizar a imagem em diversos ângulos, sem necessariamente arrasta-la o tempo todo.

Ou seja, diferente de todas as tecnologias existentes, a capacidade de rolar a imagem, sem perder o conteúdo exposto anteriormente, é o grande lance dessa nova tecnologia. Além disso, se quiser ver as duas partes da imagem em um único quadro, basta dar zoom e arrastar o conteúdo! Complicado? Nas imagens a seguir, é possível analisar o quanto essa flexibilidade amplia o ganho de visibilidade de dados na tela:


Via: Dvice

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares