10/03/2011 14h19 - Atualizado em 14/07/2011 07h00

Programa analisa retratos falados e ajuda policiais a encontrarem os suspeitos

Marcela Vaz
por
Da Redação
Software compara desenho com milhares de fotografias e encontra a do criminoso. (Foto: Divulgação)Software compara desenho com milhares de fotografias e encontra a do criminoso. (Foto: Divulgação)

Uma equipe de cientistas da Universidade do Estado de Michigan, liderada pelo professor de Ciência da Computação e Engenharia Anil Jain, em parceria com o doutorando Brendan Klare, desenvolveu um software capaz de equiparar traços de retratos falados em desenho com fotografias digitais e identificar criminosos.

Os testes com uma base de cerca de 10 mil fotos conseguiram chegar às fotos de 45% dos criminosos listados. O número está aquém da real necessidade da polícia, mas já é um bom começo para a tecnologia que deve passar por aprimoramento durante um ano, inclusive para torna-lo facilmente acessível.

No mundo da tecnologia, existem softwares que compõem imagens através de uma base de dados de características humanas que teoricamente facilitariam o trabalho da polícia, no entanto, este tipo de imagem não possui a qualidade e a eficiência de um desenho feito à mão por um cientista forense, altamente especializado nesse tipo de trabalho.

Segundo Jain, os retratos falados não correspondem às fotos pixel por pixel. Os algoritmos buscam características estruturais peculiares, tanto no desenho quanto na fotografia, como a distribuição estrutural e o formato dos olhos, nariz e queixo.

Via: Geek
 

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares