15/03/2011 15h35 - Atualizado em 14/07/2011 06h59

Sony anuncia o cancelamento de vários projetos no Reino Unido

Rodrigo Cezzaretti
por
Para o TechTudo

A indústria dos videogames atravessa um momento interessante. Com os lançamentos do Kinect, para o Xbox 360, e o Move, para PS3, houve um aumento significativo do interesse sobre essa forma de entretenimento. Os consoles dessa geração terão, ainda, mais alguns anos de vida, fortalecendo assim a simbiose entre o gamer e o hardware.

Sony Online Entertainment  (Foto: Divulgação)Sony Online Entertainment (Foto: Divulgação)

Entretanto, na contramão desse cenário, segundo o site Gamesindustry.biz, a Sony Computer Entertainment Europe decidiu cancelar uma série de jogos desenvolvidos no Reino Unido. ”Foi decidido que a produção de um pequeno número de projetos dentro London Studio, Studio Liverpool e Evolution Studios serão racionalizados ou fechados devido a uma revisão do portifólio e priorização de projetos”, afirmou a empresa num comunicado oficial.

Essa decisão, segundo o site, foi tomada depois que a gigante japonesa analisou o mercado e identificou que serão lançados um grande número de jogos first party e, com isso, os recursos devem ser direcionados para esses games que estão em fase final de produção. Mesmo com esse revés, a Sony afirma que o Reino Unido ainda é um colaborador essencial para o seu grupo Worldwide Studios.

“As empresas afetadas continuarão a serem vitais dentro da família WWS, e tem uma história de produção de gênero de jogos como MotorStorm, WipEout, SingStar e EyePet. Esta decisão não terá impacto sobre o papel que os nossos estúdios first party desempenharão no futuro de todas as plataformas PlayStation.”

A Sony ainda não se pronunciou sobre a quantidade de funcionários que serão despedidos por esse cancelamento. Vamos aguardar por mais informações.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares