Video game

07/04/2011 08h09 - Atualizado em 14/07/2011 06h56

Comparação: Halo vs. Killzone, o duelo de duas franquias bem sucedidas

Thiago Rufino
por
Para o TechTudo

Hoje estas duas franquias figuram entre as principais séries desta geração de consoles, mas ambas tiveram início na era dos games de 128 bits, para Xbox e PlayStation 2, respectivamente. Halo: Combat Envolved despontou no ano de 2001 para o console da Microsoft e recebeu uma continuação três anos depois antes de ingressar no Xbox 360. Já Killzone é uma série mais recente e seu primeiro jogo chegou ao mercado no final de 2004, com continuações em 2009 e 2011.

Killzone X Halo (Foto: Marcio Vinicius Leitão / TechTudo)Killzone X Halo (Arte: Vinicius Leitão / TechTudo)

E o que estas duas franquias consagradas têm em comum? Quais são seus pontos altos e baixos? O TechTudo realizou um comparativo para apontar, em termos gerais, os pontos que merecem destaque em cada uma das séries e acirrar a disputa entre os fãs da Microsoft e Sony. Confira:

Comparação entre Halo e Killzone (Foto: Macio Vinícius Leitão / TechTudp)Comparação entre Halo e Killzone (Vinícius Leitão / TechTudo)

Jogabilidade

Uma característica marcante nas duas séries são os intensos e brutais combates ao longo de todos os jogos. Nesse quesito a disputa é acirrada, uma vez que as duas franquias são competentes no quesito e a jogabilidade flui de maneira adequada ao universo das séries, além de serem intuitivas até mesmo para os marinheiros de primeira viagem.

Porém, Killzone leva vantagem por tornar mais fácil o combate estratégico por meio do excelente sistema de cobertura. É consideravelmente mais confortável agachar o personagem e se proteger dos projéteis durante os tiroteios quando comparado a Halo. Isso, muitas vezes, pode ser decisivo para que o protagonista sobreviva ou não naquele determinado momento.

Killzone (Foto: Divulgação)Killzone (Foto: Divulgação)

Dificuldade

Enquanto os jogos da série Killzone são conhecidos por combates de longa duração com hordas de inimigos – o que é bem desafiador, a franquia de Halo tem determinados trechos da história que tiram o sono de qualquer amante de jogos de tiro, especialmente nos modos mais desafiadores, como o Heróico e Lendário. Um empate técnico resume esse quesito, já que as duas franquias apresentam dificuldades moderadas e elevadas em trechos específicos das campanhas.

Gráficos

A beleza gráfica das duas franquias é inquestionável e elas convencem em suas propostas. Basicamente, nas duas séries os jogadores têm como inimigos seres extraterrestres, mas em Halo as criaturas são bem variadas, e isso dá maior liberdade para o fantástico com a inserção de cores e vida nos cenários.

Já em Killzone, os invasores são humanoides e a temática acinzentada e realista das construções é impressionante, justamente por ser a proposta da série. A evolução gráfica fica bem clara ao longo dos jogos de cada franquia, mas Killzone leva ligeira vantagem ao comparar os títulos, uma vez que por ser mais recente do que Halo, a Guerrilla Games pôde explorar todo o potencial oferecido a cada lançamento.


Animações

As animações das duas franquias seguem o mesmo padrão de qualidade gráfica empregado em ambas. Entretanto, o impressionante visual das cutscenes de Halo: Reach merece menção honrosa e coloca a franquia à frente de Killzone nesse quesito. Inclusive, em fevereiro deste ano, a Sociedade de Efeitos Visuais (Visual Effetcs Society, da sigla em inglês) premiou o episódio mais recente de Halo em duas categorias do VES Awards: Melhor Efeito em Tempo Real em um Game e Melhor Efeito Visual em uma Propaganda Live Action.

Halo (Foto: Divulgação)Halo (Foto: Divulgação)

Enredo

De maneira bem resumida, a premissa das duas séries é recheada de clichês do gênero e faz o jogador liderar e participar da resistência contra seres invasores de outro planeta. Inicialmente, as idéias parecem simplistas, mas a sucessão de eventos ocorridos nas duas franquias foi realizada de forma competente.

Entretanto, nessa categoria Halo consegue vencer com certa folga, não pela originalidade, mas sim, como a franquia da Bungie conseguiu criar um universo cativante e complexo, que ainda cultiva milhares de adoradores, especialmente em volta da figura do lendário supersoldado Master Chief.

Halo (Foto: Divulgação)Halo (Foto: Divulgação)

Som

Os efeitos sonoros são marcantes nas duas franquias e tornam a experiência dos jogadores única em cada uma delas. Tanto nos jogos de Halo e Killzone, as composições musicais dão o clima para cada momento do jogo e causa sensações de variam desde alívios momentâneos até tensão e frenesi no campo de batalha. Nesse quesito há empate técnico, uma vez que ambas franquias comprovaram competência e esmero nas produções.

Dublagem

Apenas Killzone 3 recebeu uma versão totalmente em português do Brasil, por isso, nessa categoria, a comparação será apenas com Halo: Reach, já que a série da Bungie teve seus dois episódios anteriores traduzidos. Na comparação entre os dois títulos, Halo: Reach leva a disputa por ser mais convincente e soar menos forçado. Em Killzone 3 a dublagem se perde na incorporação do personagem e beira a canastrice em vários diálogos. Já em Halo: Reach a atuação é bem mais natural e não destoa da ambientação do jogo.

Killzone (Foto: Divulgação)Killzone (Foto: Divulgação)

Multiplayer

A grande maioria dos jogos de tiro em primeira pessoa tem como característica campanhas intensas, porém de curta duração. Por isso, o modo multiplayer decreta a sobrevida de um título por muitos meses ou anos, em alguns casos. Tanto as franquias Halo quanto Killzone investiram pesado na modalidade ao longo dos anos, em seus títulos mais recentes elas atingem o ápice nos quesitos desafio, evolução de personagens e diversão aos jogadores.

Apesar da competência do modo on-line de Killzone, Halo leva vantagem pelo alto número de jogadores ativos e o domínio absoluto entre o público norte-americano, além de contar com portal dedicado a reunir diversas informações sobre a franquia e interação entre os jogadores.


Qual é o melhor?

As duas franquias exploram o que os dois consoles têm de melhor em todos os quesitos e a evolução alcançada a cada lançamento é visível. Apesar da vantagem nessa avaliação, não é totalmente justo apontar Halo como a franquia vencedora, uma vez que Killzone também cumpre de maneira competente suas propostas e ambas conseguiram se consagrar como uma das maiores e mais importantes séries para a Microsoft e Sony.

Devido à abordagem distinta entre as séries, escolher a melhor delas se torna muito mais uma questão pessoal do que qualidade técnica propriamente dita. Tanto os jogos da série Halo quanto Killzone podem proporcionar experiências intensas e obrigatórias para os amantes dos FPS e qualquer outro jogador casual.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares

  • Yeti Polar
    2013-05-24T22:20:10

    na minha opnião eu acho que killzone é superior a halo,pois tem mais ação!

  • Rômulo Bezerra
    2013-11-03T19:55:57

    Acho bom refazer , de pois de Halo 4 , o gráfico e a jogabildade de Halo agora e bem melhor que a de Killzone

  • Fulvio Ferreira
    2011-04-07T10:26:43

    Não acredito que fizeram uma comparação dessas... Não tem como comparar Halo com Killzone... Halo é insuperável... jogabilidade, história, personagens.........

  • Alain Abeche
    2011-04-07T09:12:53

    Estão de brincadeira que jogabilidade se resume a agaixar atrás das coisas né. Jogabilidade de Halo é imbatível. E o som então...

  • Fabio Moreira
    2012-09-25T13:52:01

    Halo é muito superior ao Killzone, sua jogabilidade e enredo são imbatíveis. Olha que eu tenho um ps3.