Fabricantes

11/04/2011 10h26 - Atualizado em 31/08/2016 15h38

Steve Wozniak gostaria que a Apple fosse mais “aberta” e cogita sua volta à marca

 Alessandro Iglesias
por
Para o TechTudo

Muitos conhecem e falam a respeito de Steve Jobs, não somente sobre suas criações, mas também de suas polêmicas e excentricidades. Mas, em comparação, falam pouco sobre seu colega de trabalho, o engenheiro de computação e co-fundador da então Apple Computers, Steve Wozniak.

Atualização do Office para iPhone permite desenhar e escrever sem teclado

Wozniak foi o responsável pela tomada de rumo (e por que não, popularização) da Apple, ao focar e criar funcionalidades que visavam facilitar a interação entre microcomputadores e o usuário leigo, sem formação técnica, antes necessária ao uso.

Steve Wozniak (Foto: Steve Wozniak)Steve Wozniak gostaria que a Apple fosse mais “aberta” e cogita sua volta à marca (Foto: Divulgação/Apple)

Em entrevista a Reuters, Wozniak, que atualmente vem trabalhando como cientista-chefe da start-up Fusion-io, respondeu, quando perguntado sobre um possível retorno à sua antiga criação, que consideraria voltar a trabalhar em alguma função ativa na empresa, de onde está ausente desde 1987, mas sob algumas condições. Mesmo sendo eleita a empresa de tecnologia mais valiosa de 2010, superando a também gigante Microsoft, Wozniak afirma gostaria de ver algumas mudanças e melhorias e que a marca fosse mais “aberta”.

Download grátis do app do TechTudo: receba dicas e notícias de tecnologia no Android ou iPhone

Abrindo novos mercados

Mesmo achando os produtos de sua criação “inacreditáveis” e considerando que a marca está em um bom caminho, Wozniak cogita que algumas aberturas nos códigos da marca, sob seu ponto de vista, não resultariam em perdas em termos de vendas. Pelo contrário, atrairia maior interesse de segmentos de consumidores, principalemente aqueles que gostam de “fuçar” e modificar as entranhas de seus dispositivos.

Mesmo tendo a liderança do mercado, a marca tem enfrentado um diferente tipo de problema, seu famoso CEO, Steve Jobs, já encara sua terceira licença médica desde 2004, e mesmo à frente das decisões da companhia, muitos acreditam que ele não figurará nesse posto por muito mais tempo, devendo ausentar-se para tomar os devidos cuidados médicos.

Ainda é cedo para afimar, mas a disposição de Wozniak de retornar à Apple não deixa de ser uma boa notícia, já que, dessa forma, a empresa ainda contaria com um header genial à sua frente, mas também, com alguém disposto a agradar mais um setor do mercado, o que ampliaria ainda mais o sucesso da marca.

 

Via: BGR e Reuters

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares