Video game

20/04/2011 23h03 - Atualizado em 14/07/2011 06h53

Vendas do 3DS são motivo pra preocupação, diz analista

Rafael Monteiro
por
Para o TechTudo

Com o lançamento recente do Nintendo 3DS e os dados do grupo NPD afirmando que o portátil vendeu apenas 400 mil unidades, sem abalar estoques e até vendendo menos que seu irmão, o Nintendo DS nos Estados Unidos e menos que o PlayStation Portátil no Japão, um analista acha que já pode haver algum motivo para se preocupar. 

Nintendo 3DS (Foto: Divulgação)Nintendo 3DS (Foto: Divulgação)

Colin Sebastian, da Lazard Capital Markets, comentou logo no início do mês: “Baseado nas nossas recentes checagens, nós acreditamos que as vendas do 3DS tem consideravelmente diminuído desde a janela de lançamento inicial, apesar de que o feriado da Páscoa poderia provê-lo com um impulso”. 

E completou: “Há razão para alguma preocupação”, apesar de acreditar que o lançamento de novos jogos deverá ajudar o portátil. É mais ou menos o mesmo que acha Jesse Divnich, da companhia de pesquisas EEDAR: “De jeito nenhum isso são más notícias para o 3DS“, estimando que o ritmo de vendas se manterá entre oitenta e cem mil unidades por semana nos Estados Unidos. 

Jesse comentou: “Esse ritmo deve continuar caindo até que algum tipo de catalisador mude seu caminho, o que acontece com todo hardware. Esse catalisador sendo, novo software, um corte de preço ou uma época de feriados”.

E concluiu: “Novamente, a curva de vendas é comum e nada extraordinário. A maioria de nós está acostumada com hardware sendo lançado antes da época dos feriados, quando as vendas tendem a crescer toda semana através de dezembro”.

O analista está confiante que títulos como The Legend of Zelda: Ocarina of Time 3D em Junho irão ajudar o sistema a se erguer. Outros jogos também estão marcados para essa época, o que pode gerar um bom momentum.

Via IGN

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares