Monitor

18/05/2011 11h58 - Atualizado em 14/07/2011 06h47

Apple oferece assistência gratuita a aparelhos que sofreram danos devido ao desastre do Japão

Renato Galisteu
por
Para o TechTudo
Logotipo do fundo de caridade da Apple (Foto: Divulgação)Logotipo da AppleCare (Foto: Divulgação)

Ainda em sua saga para ajudar os consumidores que foram atingidos pelo terremoto e tsunami que assolaram o território japonês no início de março, a Apple está oferecendo agora o reparo gratuito de produtos que sofreram danos devido aos desastres naturais. A preferência pela assistência é para clientes que moram nos locais que foram atingidos.

De acordo com o site japonês da Apple, a companhia de Steve Jobs está disposta a consertar todos os iPhones, iPads, iPods Touch, Macs e Cinema Displays que foram danificados.

O único ponto negativo dessa informação, é que a cultura de consumo no Japão é muito diferente da nossa. Os usuários costumam descartar os equipamentos quebrados e comprar novos, devido ao mercado interno que oferece aparelhos a preços muito mais acessíveis.

Bem, de qualquer forma, a Apple é uma das empresas mais empenhadas em dar total suporte a pessoas atingidas pela tragédia, principalmente aos seus empregados e colaboradores.

Para quem não se lembra, logo após o catástrofe natural, a empresa abriu as suas lojas para que as pessoas pudessem entrar em contato com seus familiares, entes queridos e amigos via email, Skype e FaceTime. Ainda permitiu que seus colaboradores dormissem dentro das instalações das lojas, além de iniciar uma campanha de arrecadação para um fundo de doações para as vítimas.

Para um mundo que anda tão ligado apenas no contato via equipamentos eletrônicos e digitais, essa é mais uma ação que mostra o diferencial de uma das maiores empresas de tecnologia da atualidade.

Via UberGizmo

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares