Internet

26/05/2011 11h35 - Atualizado em 14/07/2011 06h46

Google usa água do mar para resfriar seu data center

André Fogaça
por
Para o TechTudo
Antiga fábrica de papel utilizada agora pela Google. (Foto: Divulgação)Fábrica de papel da Google. (Foto: Divulgação)

Qual a maneira mais eficiente de esfriar um processador ou qualquer outra coisa sem o uso de alguma máquina refrigeradora? Água! O problema é que a utilização de água para refrigerar grandes concentrações de computadores pode encarecer o custo da instalação de todo o sistema se comparado a um refrigerador convencional. Agora imagine a necessidade de refrigeração que a Google tem para que seus servidores monstruosos possam funcionar sem um engasgo.

Quando a Google comprou uma antiga e desativada fábrica de papel dos anos 1950, localizada na cidade de Hamina, na Finlândia, percebeu que poderia também utilizar o litoral para canalizar a água e resfriar seus computadores sem custo algum e sem agredir a natureza. A empresa utilizou um grande cano, que já canalizava a água, e instalou bombas para que trouxesse a água do mar, resfriasse seus computadores e a devolvesse ao seu local de origem.

No entanto, a água não é devolvida com o calor que coletou dos servidores, já que ela fica em um local externo até baixar a temperatura para que a devolução não possa causar danos à natureza. Com esta atitude a empresa conseguiu eliminar todos os métodos de resfriamento convencionais, já que a água é fria o suficiente e está ali disponível sem qualquer custo.


Via: Popgadget

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares