Video game

27/05/2011 17h49 - Atualizado em 14/07/2011 06h45

SEGA anuncia versão extendida de House of the Dead: Overkill para PS3

Arthur Figueiredo
por
Para o TechTudo

Uma das coisas nas quais o Wii foi muito bem sucedido foi popularizar, de novo, o gênero de tiro-em-primeira-pessoa on rails – no qual os jogadores devem apenas mirar a atirar na tela e toda a movimentação é feita automaticamente, que em gerações passadas usava uma réplica de arma de plástico, e por isso também era conhecido como “light gun“. Entre os melhores estão Dead Space Extraction, Resident Evil: Umbrella / DarksideChronicles, e a série The House of the Dead. Curiosamente, todos estes jogos têm zumbis como inimigos principais. 

House of the Dead: Overkill  (Foto: Divulgação)House of the Dead: Overkill (Foto: Divulgação)

Dead Space Extraction já ganhou versão em HD, com suporte ao Move, para o PlayStation 3 na PS Store e em uma edição especial de Dead Space 2. Agora é a vez de The House of the Dead: Overkill, violento, engraçado, canastrão e extremamente pornofônico título da série lançado pela SEGA, que tem inspiração no cinema Grindhouse – incluindo arranhões na “tela”, cortes de câmera bruscos e até erros de continuidade (!) – situado numa cidadezinha do interior sulista dos Estados Unidos. 

Exclusivo para PS3 e também compatível com o Move, The House of the Dead: OverkillExtended Cut é uma versão melhorada não somente por apresentar gráficos em alta definição e por corrigir diversos bugs do jogo (como instabilidade na taxa de frames), mas por incluir duas fases novas, além das sete originais, novos modos de jogo, suporte a TVs 3D e – é claro – os indispensáveis Troféus da PSN

Seu lançamento está programado, em disco, para o dia 25 de outubro deste ano, bem a tempo do Halloween. Ainda não há informações sobre preço. 

Via Destructoid

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares