Video game

13/06/2011 14h27 - Atualizado em 14/07/2011 06h42

3DS usa tela de toque único para ficar compatível com DS, diz Nintendo

Rafael Monteiro
por
Para o TechTudo

Quando o Nintendo DS foi lançado, aparelhos com telas de toque não eram novidade, mas a forma como ela era usada para jogos no portátil da Nintendo foi uma grande revolução. Sete anos se passaram desde então e novas tecnologias surgiram, permitindo por exemplo multi-toque na tela, como o iPhone ou iPad da Apple, mas o Nintendo 3DS manteve a mesma tecnologia, segundo a Nintendo, para manter-se compatível com seu antecessor.

Ilustração Nintendo 3DS (Foto: Divulgação)Ilustração Nintendo 3DS (Foto: Divulgação)

“Realmente, é tudo sobre retrocompatibilidade. Nós temos que rodar jogos de DS nele e nós queremos ter certeza que eles funcionem. Talvez essa tecnologia possa sair em algum momento no futuro, mas quando nós estávamos tomando nossa decisão sobre que tipo de tela de toque implementar, esse foi um dos fatores decisivos”, disse Hideki Konno, produtor do Nintendo 3DS.

É um dilema realmente difícil, entre buscar alguma inovação tecnológica ou abandonar o público anterior, mas enquanto podemos entender a decisão tomada para o Nintendo 3DS para manter a retrocompatibilidade, assim como mencionado, como poderíamos explicar a mesma decisão ser tomada para o novo controle em formato de tablet do Wii U, o qual também utiliza a mesma tecnologia do Nintendo DS?

Seria sem dúvida interessante se o controle do Wii U se provasse de alguma forma compatível com os jogos do Nintendo DS, mas no fundo a Nintendo é bastante conhecida por reaproveitar partes entre seus sistemas para diminuir custos, o que provavelmente levará a um controle do Wii U com tecnologia um pouco mais limitada em troca de um preço mais baixo, como foi feito com o Wii Remote.

Via Joystiq e GoNintendo

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares