Jogos de aventura

30/06/2011 21h06 - Atualizado em 14/07/2011 06h39

Eiji Aonuma revela vários detalhes de Zelda: Skyward Sword

Arthur Figueiredo
por
Para o TechTudo

A revista Famitsu desta semana surpreendeu ao mostrar uma entrevista com o produtor da série The Legend of Zelda, Eiji Aonuma, na época da E3 deste ano, no qual ele comenta várias novidades sobre o mundo criado para Skyward Sword. É importante avisar que o texto a seguir pode conter leves spoilers

Eiji Aonuma revela vários detalhes de Zelda: Skyward Sword (Foto: Divulgação)Eiji Aonuma revela vários detalhes de Zelda: Skyward Sword (Foto: Divulgação)

A primeira novidade é sobre a personagem-título da série: “Zelda não é princesa dessa vez”, conta Aonuma. Ela é, na verdade, uma amiga de infância do Link. “Isso é algo que eu gostaria de contar logo no início. Ela some no meio do jogo e cabe a Link procurá-la.” Sobre o começo do jogo, o produtor assusta, com uma risada: “A trama deste jogo é algo como um drama escolar, pode-se dizer. A sequência de voo que vimos na E3 é o Link competindo com seus colegas de classe.” Será que isso tem algo a ver com aprendizado? 

Por outro lado, o progresso do jogo não será muito diferente dos outros títulos da série. “O game começa em Skyloft, uma cidade flutuando no céu, para a qual você voltará várias vezes”, Aonuma diz. “As coisas têm a tendência de começar nesta cidade, de uma maneira muito similar a de Majora’s Mask. Como neste jogo, existem muitos eventos do jogo envolvendo a população da cidade, que são interligadas à história principal.” 

Falando em população, “é costume que cada pessoa tenha uma ave. Link tem uma vermelha, que é de uma raça especial e muito rara”, descreve Aonuma sobre os pássaros gigantes usados no jogo. Assim, é possível adiantar que Skyloft é o centro do jogo, onde as pessoas habitam em paz, sem saber que existe uma terra rica abaixo das nuvens. Quando Zelda desaparece, é claro, esta realidade muda é possível explorar novas áreas em terra.

Zelda: Skyward Sword (Foto: Divulgação)Zelda: Skyward Sword (Foto: Divulgação)

Quanto ao inventário, “em Zeldas anteriores, o padrão comum era que os itens mais legais só iriam aparecer com o jogo em estágio bem avançado.” A equipe de Skyward Sword se esforçou para dar a Link novos itens logo no início, e foi ninguém menos que Shigeru Miyamoto quem fez esta sugestão, para dar mais liberdade aos jogadores logo de cara. 

Lembra daquele inimigo de pele bem branca, que para a espada de Link apenas com os dedos? Seu nome é Ghiraham, e ele será um importante personagem para a trama. Em termos de jogabilidade, “ele é como o Dark Link [de Ocarina of Time], ele enxerga através dos movimentos de Link em batalha”, adianta Aonuma. “É preciso manter a distância e observar seus movimentos, mudando sua estratégia de acordo.” 

Também sobre vilões, foi perguntado a Aonuma sobre Ganon: “Este game fala sobre o nascimento da Master Sword, e mostra porque Ganondorf apareceu. Se você jogar, eu acho que você vai ter respostas. O jogo é ligado a Ocarina, então se você jogar Ocarina of Time 3D e depois for para este jogo, vai entender muitas coisas.” 

Quanto ao desenvolvimento, Aonuma assegurou que o jogo está pronto, e que estão acertando detalhes de balanceamento da jogabilidade e da dificuldade no momento. Além disso, o jogo está sendo localizado para outras línguas, na tentativa de torná-lo um lançamento simultâneo mundial. 

Infelizmente, The Legend of Zelda: Skyward Sword, que será lançado exclusivamente para o Wii este ano, ainda não possui data de lançamento. 

Via 1up

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares