26/06/2011 13h17 - Atualizado em 14/07/2011 06h40

Pesquisadores japoneses criam forma de controlar sua mão através de estímulos eletrônicos

Daniele Monteiro
por
Para o TechTudo

Normalmente aqui no TechTudo noticiamos próteses que respondem aos estímulos do cérebro, o que é uma pesquisa muito importante por causa de pessoas com necessidades especiais ou uma ajuda na locomoção. Desta vez, um grupo de pesquisas japonês decidiu fazer o inverso: Estimular a mão normal com impulsos elétricos, que algo pode ajudar alguém que nunca tocou um instrumento musical a fazer um solo de guitarra!

Possessed Hands (Foto: Divulgação)Possessed Hands (Foto: Divulgação)

O grupo de pesquisa da Universidade de Tóquio e da Sony Computer Science Laboratories criou uma pulseira que estimula os nervos da mão e a chamou de Possessed Hand (“Mão Possuída” em tradução livre). A pulseira conta com 28 eletrodos no antebraço que são capazes de induzir a mão humana a fazer até 16 movimentos diferentes. Esta é uma verdadeira revolução para esse tipo de pesquisa, pois antigamente os dispositivos tinham que ser inseridos cirurgicamente e agora podem ser usados em um simples bracelete.

Uma aplicação nobre deste estudo seria o seu uso na fisioterapia de pessoas que sofreram acidentes ou têm doenças degenarativas. Outro uso interessante seria para comunicação através da linguagem de surdos e mudos. Porém, o laboratório tentou algo mais engraçado: fazer uma pessoa tocar um instrumento musical como uma guitarra. Entretanto nesse uso houveram muitas críticas, pois o aprendizado da música e do instrumento se dá no cérebro e com esse dispositivo ele se mantém passivo durante o uso do dispositivo.

Você pode ter lembrado daqueles filmes em que mão de alguém de descontrola e vira assassina com vontade própria, mas quanto a isto este projeto é absolutamente seguro, pois os sinais elétricos são enviados diretamente para a sua mão.

Saiba mais no Rekimoto Lab

Via Physorg e Engadget


 

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares