Video game

22/06/2011 16h44 - Atualizado em 14/07/2011 06h40

PlayStation Vita quase não teve seu painel traseiro

Arthur Figueiredo
por
Para o TechTudo

A poucos meses do seu lançamento, muitas dúvidas ainda giram em torno do novo portátil da Sony, o PlayStation Vita, principalmente em relação ao seus vários novos recursos, e como eles serão integrados à jogabilidade dos seus títulos. Um deles, o mais curioso, é o painel traseiro sensível a toques, que quase foi eliminado. 

Playstation Vita (Foto: Divulgação)Playstation Vita (Foto: Divulgação)

Em entrevista à revista Famitsu, o diretor da Sony Computer Entertainment Worldwide Studios, Shuhei Yoshida, contou alguns detalhes interessantes sobre o sistema e seu desenvolvimento. A primeira preocupação foi seu preço, uma grata surpresa para os jogadores. Yoshida conta que “havia muita especulação sobre o preço quando anunciamos pela primeira vez o PS Vita [que na época usava o codinome NGP], mas muitas das previsões o colocaram mais caro do que ele se tornou”, sobre o valor de US$ 249 para a versão wi-fi e US$ 299 para a 3G. 

“Ouvindo estas previsões me fizeram pensar que conseguimos. Começamos o desenvolvimento do PS Vita na primavera de 2009, mas o objetivo desde o início era vender o sistema por 25.000 ienes [cerca de US$ 311] ou mais barato. Abandonamos a idéia que deveríamos fazer tudo o que quiséssemos e encolhemos os ombros no preço. Ele tinha que ser algo que os consumidores poderiam pagar facilmente, mas sem comprometer nossa qualidade, também. Este foi um dos maiores objetivos no desenvolvimento do PS Vita: equilibrar qualidade com uma faixa de preço realista.” 

E uma das inovações mais óbvias do portátil era seu painel traseiro, que quase foi cortado da sua produção, para cortar custos. “A idéia de um painel de toque na parte de trás foi descartada em um momento”, Yoshida afirma. “Ele custa dinheiro, e alguns tinham dúvidas se era interessante o suficiente. Quando tivemos uma unidade demo em operação, por outro lado, tivemos a sensação de ‘é isso!’. É difícil de explicar a menos que você realmente tenha um nas mãos.” 

É bem verdade que a Sony precisou, sim, cortar alguns recursos do portátil para poder diminuir seu preço e competir com o Nintendo 3DS. Vamos descobrir como será esta batalha no fim do ano, já que o PS Vita está esperado para lançamento em novembro. 

Via 1UP

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares