Video game

14/06/2011 18h14 - Atualizado em 14/07/2011 06h42

Sony apóia hacks do PS3, desde que não envolvam pirataria

Rafael Silva
por
Do Tecnoblog

Ao abrir um processo contra o hacker Geohot por ele ter criado uma modificação que permitia a pirataria dos jogos do PS3, a Sony não só pintou um belo alvo nas costas para ataques de hackers como também se posicionou bem claramente: “Não gostamos que mexam no nosso console com objetivos para os quais ele não foi criado”. Ao menos isso era o que muitos acharam.

Playstation 3 (Foto: Divulgação)Playstation 3 (Foto: Divulgação)

Apesar de já ter resolvido com um acordo toda a confusão judicial com o hacker, a Sony declarou que oficialmente não é contra a modificação do seu console. Em uma entrevista para o jornal New York Times, Jack Tretton, presidente e CEO da Sony, disse que “nós aprovamos o desenvolvimento independente de games e se você chama isso de hack, nós aprovamos” quando perguntado se eles são contra a modificação de consoles.

Ele continuou dizendo que “nós damos às pessoas ferramentas para que eles criem novas experiências com o PS3”, mas foi bem enfático no ponto da pirataria. “O que não acho que nós apoiamos é alguém tentando hackear nosso dispositivo para piratear programas e possivelmente quebrar a nossa plataforma”, completou Tretton.

Estranhamente, desde a primeira versão do seu hack que modificava o PS3, o hacker Geohot deixava bem claro que condenava qualquer mal-uso da ferramenta disponibilizada por ele. O que inclui a pirataria de conteúdo. Mas a Sony não deve ter lido essas letras miúdas na época e decidiu processá-lo assim mesmo.

Via: NY Times

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares