16/07/2011 15h43 - Atualizado em 16/07/2011 15h52

Capitão de rebocador atropela barco a passeio enquanto falava ao celular

Dorly Neto
por
Para o TechTudo

O capitão de um rebocador assumiu a responsabilidade pela morte de dois turistas depois que o enorme barco que ele guiava atingiu um pequeno barco de passeio. O motivo da colisão foi a desatenção do capitão, visto que ele estava falando ao celular no momento da tragédia. Seu nome é Matt Devlin, possui 35 anos e concordou em ser acusado de homicídio culposo, pois ele estava distraído ao telefone por motivos de urgência familiar, como declarou.

Acidente no mar (Foto: Reprodução)Acidente no mar (Foto: Reprodução)

O acidente ocorreu no momento em que Devlin saiu da sala de comando e foi até uma sala mais privativa, no interior do seu barco, perdendo o controle. Logo depois, ele colidiu com um barco menor, obrigando os 37 tripulantes do mesmo a se jogarem no mar para sobreviver. Deste total, 35 pessoas conseguiram escapar, mas um casal de estudantes húngaros não sobreviveram e tiveram seus corpos encontrados dias depois.

Os investigadores descobriram que Matt, durante as duas horas em que esteve ao volante do barco, recebeu 21 chamadas ao telefone, bem como navegou na internet usando um notebook. Seu advogado declarou que o rapaz fez tudo isso pois recebeu a notícia de que seu filho estava com dificuldades de acordar após uma cirurgia, com perigo de não sobreviver.

Isso nos leva a questionar qual deveria ser a atitude do capitão. Se o problema era tão grave, ele poderia facilmente ancorar o barco e resolver, sem colocar a vida de mais ninguém em risco.

Via: Daily Mail

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares