22/07/2011 11h57 - Atualizado em 25/07/2011 10h16

EUA finaliza construção de imã 500 mil vezes mais forte que o campo magnético da Terra

 Alessandro Iglesias
por
Para o TechTudo

Nos Estados Unidos, foi finalizada esta semana a construção do maior Split Magnet já produzido. Split Magnet é um ambiente de pesquisa composto por dois imãs de alto magnetismo dispostos proximamente, repletos de câmaras com o propósito de se realizar dentro delas experimentos em que o uso de grandes valores magnéticos são necessários.

Split Magnet. (Foto: Divulgação)Split Magnet. (Foto: Divulgação)

A grandiosidade da invenção consiste em números: a potência gerada pelo imã é de 25 Tesla, ou seja, equivalente a 50 mil vezes o total do campo magnético gerado pelo planeta Terra, e é 43% mais potente que o modelo desenvolvido anteriormente pelos pesquisadores da Universidade do Estado da Flórida. O imã possui um espaço para experimentos 1.500 vezes maior que o anteriror e, é claro, necessita de muito mais água para seu resfriamento: 2.500 galões por minuto.

Investimento e Aplicações

Pesquisadores da FSU. (Foto: Divulgação)Pesquisadores da FSU. (Foto: Divulgação)

Com o custo de 2,5 milhões de dólares, o Split Magnet foi um enorme desafio para a área de Engenharia, conforme afirma o chefe do National High Magnetic Field Laboratory da universidade, Dr. Gregory Boebinger, que também explica como ele foi construído:

“O imã é composto por duas seções colocadas juntas, mas com uma área de acesso para a inserção de amostras experimetais. O grande mérito deste projeto é criar uma alta taxa magnética sem que as partes fiquem coladas, tornando o acesso ao interior nulo”.

Embora o foco de operação do imã seja o segmento da Física e de medições ópticas para pesquisas, há a possibilidade de ele ser utilizado também na Química e na Bioquímica, assim como no estudo da estrutura eletrônica de materiais, o que pode possibilitar o desenvolvimento de células fotoelétricas e semi-condutores para computador.

A equipe já comemora sua primeira vitória: conseguiu medir a velocidade e em que direção a luz refrata ao interagir com uma novo tipo de cristal líquido. Descobertas como essas poderão abrir inúmeras portas para a concepção de novos produtos, que até então não tinham um espaço para testes em condições ótimas como a deste imã.

Via: BBC News

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares

  • Marcio Tasinafo
    2013-12-24T08:38:53

    Os ESTADOS UNIDOS CONSTRUINDO MAIS UMA ARMA ,ELES DIZEM QUE É PARA FINS BENÉFICOS!, IMAGINE UM IMÃ QUE TEM 500 MIL VEZES MAIS POTENTE QUE O CAMPO MAGNÉTICO DA TERRA O QUE PODE ACONTECER? , MAS SÃO SEMPRE APOIADOS PELOS PODEROSOS , NÃO TEM JEITO MESMO! QUE TUDO ISTO MUDE .

  • Aline Lima
    2011-07-24T10:55:42

    Então o campo magnético da terra deve ser uma porcaria?!