23/07/2011 11h26 - Atualizado em 23/07/2011 11h40

Ex-pastor é condenado a mais de 17 anos de cadeia por divulgar pornografia infantil no Facebook

Rebecca Porphírio
por
Da redação

Jerry L. Cannon, 63 anos, foi condenado a 17 anos e meio de confinamento por usar o Facebook para procurar e divulgar pornografia infantil. Ao ser condenado, o ex-pastor de Kentucky declarou: “Sinto muito. Que Deus me perdoe. Fui muito estúpido. Dói demais”. Cannon insistiu que jamais teve o interesse de abusar de nenhuma das crianças. 

Jerry L. Cannon (Foto: Foto: Reprodução)Jerry L. Cannon (Foto: Foto: Reprodução)

O juiz local de Alabama que presidiu sobre o caso de Cannon não se comoveu com as lágrimas que o ex-pastor derramou ao ouvir a decisão. Em vez disso, afirmou que a sentença foi bem aplicada para um homem como Cannon. O caso foi julgado no Alabama por ser essa a cidade natal da pessoa com quem o ex-pastor trocava imagens de pornografia infantil. 

O FBI já vinha investigando Cannon desde o início do ano. As acusações alegavam que o ex-pastor usava pelo menos 13 contas com nomes falsos para postar fotos de crianças na rede social. As fotos mostravam principalmente meninas entre as idades de 10 e 16 anos. Não foi comprovado que Cannon possa ter tirado as fotos ele mesmo. O ex-pastor disse à polícia que enviava as fotos a outras pessoas para “afastá-los” das crianças. 


Para piorar, Cannon tinha pelo menos mais de 1.000 imagens e vídeos eróticos, alguns com crianças com menos de 9 anos sofrendo abuso sexual, em posts ligados a suas contas. A prisão foi realizada no dia 21 de fevereiro, mas levada às autoridades federais por distribuição de conteúdo pornográfico ilegal. 

Cannon era casado e começara uma igreja própria em sua cidade natal, Dry Ridge, com outros dois casais há quatro anos. Leitor, se você visse um ato desses ocorrendo no Facebook, denunciaria? Comente!

Via All Facebook

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares

  • Antonio Pereira
    2011-07-26T21:20:50

    Certas reportagens seriam inteiramente inúteis...

  • Patrícia
    2011-07-23T17:40:07

    Porque EX-PASTOR? Piada né? Esse PASTOR como qualquer outro merece ser julgado, condenado e ficar preso pro resto dos seus dias, por uma agreção tão violenta contra a inocente imagem e vida de uma criança.

  • Alexandre Peixoto
    2011-07-23T14:00:20

    Qualquer cidadão deve ser julgado por seus atos segundo a lei do seu país. O que eu não concordo é utilizar o título que esse homem tem para querer denegrir a imagem dos PASTORES que são homens chamados e vocacionados por Deus e a Igreja para realizar obras de cunho espiritual e social em nossa sociedade.

  • Thiago
    2011-07-23T13:37:08

    Todo pedófilo deve ser condenado. Isso é fato! Mas concordo com Eliel: porque EX-Pastor? Teria que ser O Pastor. Se fosse um padre colocariam O Padre, não é? E nesse caso e em muitos outros se mostra que o celibato sacerdotal não tem influência nos casos de pedofilia.

  • Ivone Rocha
    2011-07-23T12:03:59

    Com TODA CERTEZA!! Acho um absurdo pessoas usarem um disfarce R-E-L-I-G-I-O-S-O para fazer esse tipo de coisa. Acheiii pouco o período de pena ao qual ele foi condenado, por ser pornografia infantil e ainda com relatos de que havia vídeos que CRIANÇAS DE APENAS 9 ANOS TENDO RELAÇÃO SEXUAL que o nome dessa tal relação ao qual se refere se titula de E-S-T-U-P-R-O.

  • Hermes Oliveira
    2011-07-23T11:52:27

    certeza absoluta

  • Eliel Sabóa
    2011-07-23T11:49:57

    1º Com certeza que eu denunciaria qualquer caso de pedofilia. 2º Porque Ex se fosse de outros grupos religiosos nao seria EX e sim O. Mais independente disso, qualquer um mereçe o cartigo que as leis impoem.