Sistemas Operacionais

11/08/2011 17h34 - Atualizado em 11/08/2011 17h36

Aplicativo do iPhone simula o abuso virtual entre os adolescentes

Eduardo Moreira
por
Para o TechTudo

O aplicativo para iPhone Love is Not Abuse tem como objetivo principal oferecer aos pais uma amostra do abuso virtual entre os adolescentes. Com a proliferação da tecnologia móvel, essa nova forma de perseguição se tornou mais comum, principalmente entre os jovens com relacionamentos problemáticos.

Aplicativo Love is Not Abuse (Foto: Reprodução)Aplicativo Love is Not Abuse (Foto: Reprodução)

O aplicativo faz parte da campanha homômima, encabeçada por Liz Claibourne, e coloca os pais na posição de seus filhos adolescentes, simulando as situações pelas quais eles passam nos contatos online que se tornam abusivos. O aplicativo envia mensagens de texto, e-mails e ligações de um fictício “namorado”. As mensagens falsas representam situações comuns no abuso digital, como ameaças de publicação de fotos ilícitas, ou de remoção de amigos das redes sociais.

O aplicativo em si não faz nenhum tipo de acesso à qualquer conta do Facebook, mas dá aos pais uma ideia de como uma relação online pode ser controladora. O abuso digital é uma tendência que cresce rapidamente nos Estados Unidos. De acordo com um estudo feito em 2009 pela Liz Claibourne Inc., e pelo projeto “Um Futuro Sem Violência”, quase 24% dos norte-americanos são vítimas desse tipo de abuso pelo seu namorado ou namorada, e mais de 50% dos internautas conhecem alguém que foi vítima.

O aplicativo pode ajudar os pais a reconhecerem características em seus filhos que mostram que ele é uma vítima. A psicoterapeuta Jill Murray colaborou para o desenvolvimento do aplicativo, e diz que a maioria dos pais não consegue identificar os sinais com clareza. “O principal ponto do aplicativo é fazer com que os pais conversem com os seus filhos adolescentes. Enquanto a maioria discute temas como drogas, álcool e sexo com os seus filhos, apenas um pouco mais da metade fala sobre os relacionamentos abusivos”.

Murray diz que um dos sinais a serem detectados é quando as meninas recebem mensagens de texto no meio da noite. Para as jovens, essa prática pode ser interpretada como um sinal de atenção afetuosa, mas pode ser um método de comunicação dominadora. Outros sinais que podem indicar o abuso virtual são quando o adolescente verifica constantemente o seu telefone durante o jantar, fica inquieto por permanecer offline por 15 minutos, aparece com arranhões e contusões inexplicáveis, além de dar desculpas para irritação e apresentar mau comportamento.

Por fim, a Dra. Murray encoraja os pais a verificarem as contas dos celulares dos filhos, estabelecendo um controle do uso do dispositivo. Abaixo, um vídeo da campanha do Love is Not Abuse. Para saber mais sobre o aplicativo, clique aqui.


Via Mashable

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares