Video game

02/08/2011 12h19 - Atualizado em 02/08/2011 12h19

Cabela’s Survival: Shadows of Katmai é caçar para sobreviver

Rafael Monteiro
por
Para o TechTudo

A Activision acaba de anunciar um passo adiante em sua série de caçadas em parceria com a Cabela’s, trazendo não mais o conforto da caça esportiva, ou a emoção de caçadas intensas, mas sim uma luta pela sobrevivência em Cabela’s Survival: Shadows of Katmai, para os três consoles da geração.

Cabela's Survival: Shadows of Katmai (Foto: Destructoid)Cabela's Survival: Shadows of Katmai (Foto: Destructoid)

Enquanto os outros títulos da série Cabela’s sempre se focaram na parte da caça esportiva, nessa edição você tem realmente um bom motivo para caçar. Seu avião caiu no meio do Alasca, mais precisamente na reserva de Katmai, e para todas as criaturas que ali vivem você tem cara de almoço.

O trailer fala a seguinte frase: “Natureza. Um mestre cruel. Decidindo quem vive. E quem morre. E essa. É sua última chance... de sobreviver”, enquanto mostra animais como o urso-pardo e lobos, habitantes tradicionais do local e nem por isso menos mortais.

Apesar de tudo, os animais são apenas uma face do desafio apresentado para sua sobrevivência. Escaladas arriscadas pelas montanhas geladas e inesperadas avalanches que estouram subitamente são alguns dos outros perigos mostrados no trailer. Para não falar que só há coisas negativas, aparentemente você poderá domesticar os lobos para puxarem um trenó.

Cabela’s Survival: Shadows of Katmai será lançado no dia 1º de Novembro para o Xbox 360, Nintendo Wii e PlayStation 3. Uma versão do jogo será vendida com o controle em forma de arma, Top Shot Elite, opcionalmente. O preço será de US$ 79,99 com a arma e US$ 39,99 sem arma, no Xbox 360 e PlayStation 3, e US$ 59,99 com a arma e US$ 29,99 sem a arma, no Nintendo Wii.

Via Destructoid

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares