Jogos de ação

02/08/2011 12h07 - Atualizado em 02/08/2011 12h07

Mirror’s Edge 2 utilizaria a engine Frostbite 2

Rafael Monteiro
por
Para o TechTudo

Apesar do destino de Mirror’s Edge 2 continuar incerto, um pedaço de informação foi divulgado como rumor pela Official PlayStation Magazine, o qual alegava que a sequência da aventura de Faith, utilizaria a engine gráfica Frostbite 2, a mesma que está sendo usada em Battlefield 3.

Mirror’s Edge (Foto: Divulgação)Mirror’s Edge (Foto: Divulgação)

Isso não é exatamente inesperado, pois a desenvolvedora dos jogos é a mesma e é apenas lógico que eles utilizariam a engine que produziram e se sentem mais confortáveis. O chefe da Electronic Arts, Frank Gibeau, chegou a comentar: “veremos essa combinação, tenho certeza”, respondendo ao uso da engine na sequência do jogo.

Apesar de não ser uma surpresa, ainda assim dá um pouco de esperança a respeito do desenvolvimento de Mirror’s Edge 2. O desenvolvimento do jogo foi adiado por volta de 2009, redirecionando pessoal para a produção de Battlefield 3, e desde então algumas afirmações até já o davam como cancelado.

Mirror’s Edge trazia a mensageira Faith andando por cenários que incluíam principalmente telhados de prédios altos, utilizando sua habilidade com Parkour para entregar pacotes importantes. O jogo foi bem recebido por sua criatividade, mas outros problemas como duração e linearidade o impediram de ganhar maior popularidade.

A Frostbite 2 é o orgulho da DICE, desenvolvida principalmente para Battlefield 3. Ela definitivamente oferece uma estrutura gráfica invejável, gerando visuais muito realistas. Apesar disso, nem tudo são flores para ela. Como muitas engines, ela roda em maioria a 30 FPS. Isso é metade da taxa de quadros de jogos como os da série Call of Duty, ou mesmo o recente RAGE, da id Software.

Via Destructoid

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares