11/08/2011 19h47 - Atualizado em 11/08/2011 19h47

Nova tela de LCD pode converter luz solar em eletricidade

Eduardo Moreira
por
Para o TechTudo

Engenheiros da University of California, Los Angeles, criaram um novo conceito para captação e reciclagem de energia para dispositivos eletrônicos. O projeto envolve equipar esses dispositivos com uma tela de LCD que conta com polarizadores fotovoltaicos integrados, permitindo converter diversas fontes de luz em eletricidade.

University of California (Foto: Divulgação)University of California (Foto: Divulgação)

A nova tecnologia funciona como um polarizador orgânico, que é capaz de turbinar a função de uma tela de LCD tradicional. O sistema faz com que os cristais de LCD trabalhem em conjunto com o polarizador, que é capaz de capturar a luz ambiente, a luz solar, ou de qualquer outra fonte de luz, e converter em eletricidade, para alimentar o dispositivo que a tela está instalada.

Com esse recurso, você tem uma drástica economia de bateria com o uso contínuo. As telas de LCD tradicionais utilizam cerca de 80% a 90% da energia total do aparelho, e 75% da luz gerada por essas telas são perdidas através dos polarizadores. Se utilizarmos uma tela de LCD com polarização orgânica, ela será capaz de recuperar boa parte dessa energia não utilizada, aumentando a autonomia de uso do dispositivo.

A ideia dos pesquisadores é aumentar a eficiência das telas com polarização orgânica e poder oferecer essa tecnologia aos fabricantes, para que a inovação possa ser aplicada em produtos reais. Se levarmos em conta que as telas de LCD estão presentes em grande parte dos produtos de tecnologia que estão no mercado, a adoção de uma alternativa que ofereça várias vantagens ao usuário pode ser uma forma interessante dos fabricantes obterem lucros ainda maiores, principalmente no setor de smartphones e tablets.

Via UberGizmo

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares