Internet

03/08/2011 15h50 - Atualizado em 03/08/2011 16h55

Reconhecimento facial do Facebook é considerado ilegal na Alemanha

Bernardo Cury
por
Da redação
Facebook traz novidades. (Foto: AP)Facebook  (Foto: Reprodução)

Johannes Caspar, supervisor de proteção de dados da Alemanha, pediu nesta terça-feira (2) ao Facebook que desativasse o recurso de reconhecimento facial das fotos, alertando que isso poderia estar violando as leis de privacidade do país.

Ele disse que está preocupado com o recurso de reconhecimento facial da rede social por recolher dados sem pedir a autorização dos indivíduos.

O reconhecimento facial permite que usuários do Facebook sejam nomeados e linkados em fotos em que aparecem na rede social. As fotos são marcadas e armazenadas. Caspar, em uma carta enviada, pediu que o Facebook desativasse esse recurso na Alemanha. Segundo as leis do país, o supervisor poderia processar a rede social em até 300 mil euros, cerca de US$ 426.000.

Através de um porta-voz que não quis se identificar, o Facebook rejeitou a alegação de Johannes Caspar, dizendo que o recurso dá o direito à pessoa na foto de aceitar ou remover sua marcação.

Essa não é a primeira briga judicial do supervisor com a rede social. Em julho de 2010, ele iniciou uma investigação contra o recurso de localização de amigos do Facebook. Vale comentar também que o governo alemão possui as leis de privacidade mais inflexíveis do mundo.

Via Gizmodo

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares