07/08/2011 08h52 - Atualizado em 07/08/2011 08h52

Viciados em celular também se irritam com quem não larga o telefone

Rebecca Porphírio
por
Da redação

Uma pesquisa realizada com pelo menos 1.000 ingleses revelou que 41% dos trabalhadores gruda nos celulares durante o trabalho, inclusive em reuniões, atendendo ligação, mandando SMS, tuitando e checando o Facebook. O incrível é que, por outro lado, 82% desses mesmos entrevistados se irritam quando alguém faz exatamente o mesmo: atende ligação, manda SMS, entra em redes sociais e por aí vai.

Pesquisa afirma que pessoas estão viciadas em smartphones (Foto: AppAdvice)Pesquisa afirma que pessoas estão viciadas em smartphones (Foto: AppAdvice)

“70% dos entrevistados ainda disseram que interrompem reuniões sem cerimônia, mas se irritam quando alguém faz a mesma coisa. Já é óbvio que a pressão de ter que permanecer conectado é tanta que muitos esquecem até a boa educação”, diz David Lavenda, da harmon.ie, a empresa de software responsável pela pesquisa.

“Temos um clássico caso de duplo padrão de comportamento em ambiente de trabalho”, explica David. “Por um lado, a comunicação e as redes sociais são ferramentas usadas para nos poupar tempo no trabalho, nos tornando mais produtivos, mas invadindo nossas vidas pessoais”, continua.

Um terço dos entrevistados confessou que demora pelo menos 20 minutos para conseguir se concentrar novamente depois que se distrai com algum post, tweet ou SMS. Mais de 33% disseram que as distrações da web atrapalham o trabalho e 22% revelaram que a tecnologia dificulta o processo criativo.

Como se já não fosse ruim o bastante, 85% dos entrevistados não largam o celular ou smartphone nem nos finais de semana, e 74% permanecem conectados nos aparelhos até mesmo nos feriados. Detalhe: metade dos entrevistados navega na cama!

Cary Cooper, professor de psicologia organizacional e saúde da Universidade de Lancaster, diz que “seria melhor se nós controlássemos os nossos aparelhos eletrônicos, em vez de deixar eles nos controlarem”. David Miller, especialista em etiqueta do portal Debrett, também deixa o seu recado: “Só porque os outros fazem e ninguém fala nada, não significa que seja aceitável”.

Via MailOnline

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares

  • Marcus Augusto
    2011-08-08T22:03:18

    o artigo fala daquele mesmo papo de sempre né... que "internet distrai" e isso me lembra daquela velha história de proibir chat, redes sociais, o youtube e etc. mas a verdade é que o colaborador só é produtivo quando mesmo sentado em frente ao computador por várias horas, quase o dia inteiro se houver algo para distraí-lo e muito provavelmente tb pra facilitar a vida dele - que ele deixa fora da empresa...

  • Cristian
    2011-08-07T12:00:13

    É tipo assim, os opostos se atraem e os iguais se chocam!

  • Marcus Augusto
    2011-08-08T22:10:16

    nosso negócio funciona porque vendemos produtos que estão alinhados com o mercado e como desenvolvemos esses produtos para o uso de outras pessoas, é válido usar os dispositivos e tecnologias da mesma forma que os usuários usam em seus lares e sim "local de trabalho" - isso requer o uso de ferramentas tecnológicas que os clientes dos nossos clientes possuem, necessitam ou irão ter no futuro - no fim das contas nós produzimos com atenção e fazemos o trabalho independente de sermos pessoas conectadas ou não, por isso mesmo acho que internet não distrai ou prejudica, no máximo é mal necessário.

  • Marcus Augusto
    2011-08-08T22:06:11

    já fiquei mais de 1 ano sem utilizar celular e de verdade acho que ele é necessário quando você trabalha, se relaciona ou vive uma emergência e isso todo mundo faz ou tem alguma vez na vida - entendo bem o lado de quem precisa estar na internet o tempo todo e vejo isso na prática na empresa onde eu trabalho, lá eu tenho liberdade no acesso e eles permitem o uso pessoal da internet normalmente durante o trabalho.

  • Marcus Augusto
    2011-08-08T22:05:47

    tirando essas comodidades você estaria ali, o dia inteiro com foco apenas no pra mim o problema não é a coisa existir e mais do que isso, acho que bloquear o acesso aos sites e achar que a solução para o rendimento ou a falta de presença de uma pessoa não resolve esse problema que é o rendimento, porque ele existe por ser normal - o fato é que os hábitos das pessoas fazem elas terem comportamentos diferentes e as vezes isso se evidencia com o uso de um dispositivo...

  • Marcus Augusto
    2011-08-08T22:03:58

    trabalho, mas na realidade isso não é possível. o normal e já constatado é que o rendimento cai eventualmente alguma hora do dia... e pra quem trabalha muito no computador e utiliza ele pra comunicação no trabalho, essa rotina diária de utilizar e-mails e outras ferramentas de comunicação também diminuem a necessidade do relacionamento pessoal e recria isso de uma forma interativa, seja pela distância ou pelo meio onde a empresa ou profissional atua em seu mercado ou área... na vida pessoal o uso do celular é quase a mesma coisa